Ited-5

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3052 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1- Teoria linhas de transmissão
Um cabo coaxial, uma linha bifilar

ou uma linha

Linhas

Microstrip são exemplos de estruturas que permitem guiar energia
electromagnética

(linhas de transmissão ) entre dois pontos. A

distribuição dos campos nestas estruturas é representada na figura
seguinte:

1

Campo Eléctrico - Magnético - Distância

F

λ = C (km/s) / F

λ(m)=300/f(Mhz)

2

2. Linhas de transmissão.
Equações

3

Complexidade
Podemos simplificar estes circuitos adaptando a
sistemas mais simples, considerando pontos onde
pertencemos calcular os nossos parâmetros.

4

Tipos de linhas de transmissão
Coaxial

Bifilar (par de cobre)

Microstrip

5

Teoria sobre linhas coaxiais

Teória da máxima transferência de potência
Z emissor =Z cabo = Z comprimento do cabo = Z carga

6

Como calcular a impedância em cabos
Paralelos e Coaxial

K no vazio =1

7

Derivações de cabos coaxiais

8

Derivações de cabos coaxiais

Forma
incorrecta

Zo=75x75 / (75+75)

Zo= 37,5 Ω

9

Derivações de cabos coaxiais

Forma
Correcta

Zo=150x150/ (150+150)

Zo= 75 Ω

10

Derivações de cabos coaxiais

FormaCorrecta

11

Derivações de cabos coaxiais

Melhor solução

12

Linhas Microstrip - circuito impresso

Epoxy de 1.6mm com 35 microns de cobre
e dialectrico Er=4.8 Vp=0,528 da Vpv.
Para manter as suas característica sempre
uniformes de 50Ω, a sua largura deverá
ser de 2.7mm e o seu comprimento

múltiplo de ¼ de onda.

13

Conceitos
O teorema da máxima transferência depotência refere que os sistemas só
transferem a máxima potência se estiverem adaptados, isto é quando a
impedância do emissor e igual a da carga.
Neste caso deparamos com um problema e a linha de transmissão?
Sim, a linha também deve ter a mesma impedância do emissor e do
receptor.

Surge-nos um problema porque ao logo da linha vamos tendo valores
diferentes de impedância.
Se tivermos umaúnica frequência de Tx é fácil fazer a adaptação conforme
se demonstra.

14

Problemas causados pelas desadaptação

Os máximos de tensão ocorrem em pontos da linha onde a tensão incidente
está em fase com a tensão reflectida, e os mínimos onde estas duas tensões
estão em oposição de fase. Como as duas tensões, incidente e reflectida,
circulam em sentidos opostos e com a mesma velocidade Vp,a resultante é
uma onda parada ou estacionaria.

15

Cálculo comprimento de onda

λ(m) = 300 (km/s) / f (MHz)

16

Exemplo:

Pretende instalar uma antena para a banda de VHF 187Mhz.
Suponhamos que são necessários +- 20 metros de cabo RGC-213
do emissor à antena.
O cabo escolhido foi o RG6, em que o factor de velocidade de RF
no cabo é de 0,82 da velocidade da luz.

17 Cálculo:

y =(300 / (187 )

y =1,6 m

y =1,6 x 0,82

y =1,312 m ( comprimento de onda no cabo)

Cálculo de ¼ onda
(1,312 / 4 ) = 0,328 m
Vamos fazer múltiplos impares de ¼ de y

20/0,328=60,97 o comprimento impar seguinte será 61
0,328 x61 = 20,008 metros ok

18

19

Atenuações

Cálculo para outras frequências (interpolação):

20

Adaptação de impedâncias

21 Exemplo:

Vamos utilizar valores para as admitâncias e impedâncias e
representar na carta se Smith.

a)

Normalizar a impedância da
carga :

50  j 75
zL 
 1  j1,5
50

e coloca-la na carta Smith.
b)Desse ponto podemos obter o
coeficiente de reflexão,e o valor
de VSWR

22

23

3-Sistemas de transmissão e áudio e vídeo
e dados
Portadora de áudio e vídeo

Portadora de áudioe vídeo e modulação

24

Portadora + modulação

25

26

TV DIGITAL

27

MPEG-2

A norma MPEG-2 foi desenvolvida pela ISO/IEC/JTC/SC29/WG11 e é
conhecida por ISO/IEC 13818. Tem como objectivo disponibilizar uma
qualidade CCIR/ITU-R () para NTSC, PAL, SECAM e também ser capaz de
suportar qualidade HDTV. Esta norma possibilita um elevado débito binário (até
40Mb/s),...
tracking img