Israel e palestina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2857 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Aos fins da década de 1960, as tensões entre Israel, Síria e Egito marcariam o desenvolvimento de um novo conflito no Oriente Médio. Tudo começou com a circulação de rumores de que as forças israelenses arquitetavam uma nova série de invasões com objetivos expansionistas. Nesse meio tempo, o governo sírio começou a dar apoio aos grupos de guerrilheiros palestinos e o governo egípcio, por sua vez,deslocou um conjunto de tropas para bloquear o Estreito de Tirã – um importante acesso de Israel para o Oceano Índico.

Em maio de 1967, os ânimos entre os países envolvidos se acirraram ainda mais quando Síria, Jordânia e Egito firmaram um acordo militar de defesa mútua que logo deixou o governo de Israel em alerta. A tensão serviu para que as tropas de Israel realizassem o primeiro ataque,mesmo sem nenhum tipo de investida realizada pelos países vizinhos. A superioridade bélica e o uso de armas pesadas foram de central importância para que, em territórios desérticos, a vitória israelense acontecesse.

A rápida vitória de Israel concedeu o domínio de várias regiões importantes. Entre os territórios mais importantes, destacamos a Faixa de Gaza, as Colinas de Golã, a Península doSinai e a porção oriental da cidade de Jerusalém. Com isso, Jerusalém deixou de ser umacapital dividida entre judeus e árabes. Além disso, na porção da Faixa de Gaza, os israelenses começaram a montar assentamentos agrícolas em territórios que tinham vasta maioria de população palestina.

Mesmo com o grande sucesso das investidas de Israel, diversos especialistas consideraram essa guerra de naturezadesastrosa para que a paz fosse alcançada entre os povos daquela região. Ao longo do tempo, essa impressão sobre o resultado da guerra se mostrou correto na medida em que as hostilidades entre judeus e palestinos continuaram a existir e outras guerras marcaram o Oriente Médio.

Em junho de 1967, Israel invadiu a Faixa de Gaza, a península do Sinai no Egito, a Cisjordânia e as colinas de Golã naSíria, tornando-se, assim, uma potência ocupante e marcando o início de um conflito relâmpago cujas conseqüências perduram depois de 40 anos.
A denominada Guerra dos Seis dias mudou radicalmente o rosto do Oriente Médio e deu uma nova dimensão à questão palestina e às relações entre Israel e seus vizinhos.
Nas semanas e nos meses que antecederam a guerra, o Egito tinha bloqueado o Estreito deTiran, impedindo o abastecimento de Israel pelo Mar Vermelho. Além disso, grupos armados palestinos atentaram contra os sistemas de irrigação no norte do país hebreu. Quatro comandos sírios foram interceptados em Israel.
Em 5 de junho de 1967, às 7H10, o exército israelense começou a ofensiva. Em cerca de 30 minutos, 200 caças-bombardeiros cercavam os ares e os blindados se dirigiam às zonasfronteiriças do Egito e Síria.
O primeiro-ministro de Israel, Levy Eshkol, enviou uma mensagem ao rei Hussein da Jordânia: "Não empreenderemos ações contra a Jordânia, a menos que seu país nos ataque".
O ataque jordaniano começou pouco depois do começo das hostilidades israelenses, atingindo Jerusalém, assim como localidades costeiras próximas a Tel Aviv. Esta intervenção acabou por provocar ainvasão da Cisjordânia por parte do exército do Estado hebreu no terceiro dia de conflito.
A guerra terminou em 10 de junho. Além da Cisjordânia e do Leste de Jerusalém, Israel passou a ocupar as colinas de Golã na Síria e o monte Hermón - que fazia parte do território libanês e do sírio -, o Sinai e a Faixa de Gaza, até então sob ocupação egípcia.
O mundo árabe ficou abalado. O presidente egípcioGamal Abdel Nasser foi derrotado e o desconcerto tomou conta da Síria e a Jordânia. Foi o fim do pan-arabismo e a aparição das primeiras sementes do islamismo, que se tornou uma alternativa para uma grande quantidade de mulçumanos na região e nos seus arredores.
Israel, entorpecido pela vitória, foi acometido por uma euforia sem precedentes.
"Existia esta percepção de invencibilidade e de retorno...
tracking img