Is-is

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1532 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL – ULBRA

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMACAO

[pic]

Disciplina: Redes II

Componentes: Everton Jerônimo da Silva Ramos

Marcelo Brião

Graziela Lessa

São Jeronimo, 2011-2

SUMARIO:

1. ROTEAMENTO

1.1. Introdução:

1.2. O Roteamento e Seus Componentes:

1.3. Roteamento Interno:

1.3. Roteamento Externo:

2. OPROTOCOLO IS-IS

2.1 Histórico.
2.2 Definição.
2.3 Objetivo.

2.4 Características.

3. ESQUEMA DE ROTEAMENTO IS-IS.
4. BIBLIOGRAFIA.

1. Roteamento:

1.1. Introdução:

A Internet é uma coleção de redes interconectadas, e os pontos de ligação são os roteadores. Estes, por sua vez, estão organizados de forma hierárquica, onde alguns roteadores sãoutilizados apenas para trocar dados entre grupos de redes controlados pela mesma autoridade administrativa; enquanto outros roteadores fazem também a comunicação entre as autoridades administrativas. A entidade que controla e administra um grupo de redes e roteadores chama se Sistema Autônomo [RFC 1930].

1.2. O Roteamento e Seus Componentes:

O Roteamento é a principal forma utilizada naInternet para a entrega de pacotes de dados entre hosts (equipamentos de rede de uma forma geral, incluindo computadores, roteadores etc.). O modelo de Roteamento utilizado é o do salto-por-salto (hop-by-hop), onde cada roteador que recebe um pacote de dados, abre-o, verifica o endereço de destino no cabeçalho IP, calcula o próximo salto que vai deixar o pacote um passo mais próximo de seu destinoe entrega o pacote neste próximo salto. Este processo se repete e assim segue até a entrega do pacote ao seu destinatário. No entanto, para que este funcione, são necessários dois elementos: tabelas de Roteamento e protocolos de Roteamento.
Tabelas de Roteamento são registros de endereços de destino associados ao numero de saltos até ele, podendo conter varias outras informações.Protocolos de Roteamento determinam o conteúdo das tabelas de Roteamento, ou seja, são eles que ditam a forma como a tabela é montada e de quais informações ela é composta. Existem dois tipos de algoritmo atualmente em uso pelos protocolos de Roteamento: o algoritmo baseado em Vetor de Distancia (Distance-Vector Routing Protocols) e o algoritmo baseado no Estado de Enlace (Link State RoutingProtocols).

1.3. Roteamento Interno:

Os roteadores utilizados para trocar informações dentro de Sistemas Autônomos são chamados roteadores internos (interior routers) e podem utilizar uma variedade de protocolos de roteamento interno (Interior Gateway Protocols - IGPs). Dentre eles estao: RIP, IGRP, EIGRP, OSPF e Integrated IS-IS.

1.4. Roteamento Externo:

Roteadores que trocam dadosentre Sistemas Autônomos são chamados de roteadores externos (exterior routers), e estes utilizam o Exterior Gateway Protocol (EGP) ou o BGP (Border Gateway Protocol). Para este tipo de roteamento sao considerados basicamente coleções de prefixos CIDR (Classless Inter Domain Routing) identificados pelo número de um Sistema Autônomo.

2. O PROTOCOLO IS-IS: Integrated IS-IS (Intermediate System toIntermediate System Routing Exchange Protocol)

O IS-IS [OSI 10589], assim como o OSPF, é um protocolo intra-domínio, hierárquico e que utiliza o algoritmo de Estado de Enlace. Pode trabalhar sobre várias sub-redes, inclusive fazendo broadcasting para LANs, WANs e links ponto-a-ponto.
O Integrated IS-IS é uma implementação do IS-IS que, alem dos protocolos OSI, atualmente tambémsuporta o IP. Como outros protocolos integrados de roteamento, o IS-IS convoca todos os roteadores a utilizar um único algoritmo de roteamento.
Para rodar o Integrated IS-IS, os roteadores também precisam suportar protocolos como ARP, ICMP e End System-to-Intermediate System (ES-IS).

2.1. Histórico:

O protocolo de roteamento OSPF faz parte do conjunto de protocolos TCP/IP. Este conjunto de...
tracking img