informe

Páginas: 20 (4915 palavras) Publicado: 20 de março de 2014
Capítulo 1 – Fala sobre a entrada de Jesus em Jerusalém, recebido com festa pela multidão, sentado sobre um jumentinho, como “um rei da paz e um rei da simplicidade, um rei dos pobres”. Não é um revolucionário político, “não se fundamenta sobre a violência; não inicia uma revolta militar contra Roma. O seu poder é de caráter contrário: é na pobreza de Deus, na paz de Deus que Ele identifica oúnico poder salvífico”, salienta Bento XVI.
O Santo Padre destaca que a violência não instaura o Reino de Deus. Ao contrário, é um dos instrumentos preferidos do anticristo, não servindo à humanidade, e sim desumanizando-a. “Jesus não vem como destruidor; não vem com a espada do revolucionário. Vem com o dom da cura”. Cristo, salienta o Bispo de Roma, dedica-se àqueles que, por causa de suasenfermidades, são colocados a margem da sociedade, mostrando Deus como Aquele que ama.
Particularmente, Ele é recebido com alegria pelos pequenos, “por aqueles que são capazes de ver com o coração puro e com simplicidade e que são abertos a sua bondade”, enfatiza o Papa. No dia seguinte à entrada em Jerusalém, Jesus combate a relação entre religião e comércio, salientando que o tempo se tornou um covilde ladrões.
O primeiro capítulo descreve a entrada em Jerusalém e a purificação do templo, refutando as teses em chave política de Eisler e de Brandon, que agregavam Jesus ao movimento revolucionário dos zelotas: "Jesus não vem como destruidor; não vem com a espada do revolucionário. Vem com o dom da cura" (34).

Capítulo 2 – Após a entrada em Jerusalém, é proclamado “o grande discursoescatológico de Jesus, com os temas centrais da destruição do templo, da destruição de Jerusalém, do Juízo final e do fim do mundo”. Jesus, conta o Pontífice, tantas vezes quis acolher os filhos de Jerusalém, mas eles não quiseram, e depois os romanos destróem o templo e fazem um massacre dos judeus.
Para o judaísmo, “a destruição do templo deve ter sido um grande choque”: com o fim dos sacrifíciosexpiatórios eles não poderiam fazer nada que compensasse o mal crescente no mundo. Mas, com Jesus, “é superada a época do tempo de pedra. Inicio-se algo novo. Jesus mesmo é colocado no lugar do tempo, é Ele o novo templo, é a presença de Deus vivente. Nele Deus e homem, Deus e o mundo se encontram”. No seu amor, desfaz-se todo o pecado do mundo.
Jesus, no discurso escatológico, fala do tempo dos pagãos,localizado entre a destruição de Jerusalém e do fim do mundo: durante esse tempo, “o Evangelho deve ser levado a todo o mundo e a todos os homens: somente depois a história poderá chegar a sua meta”.
Deus quer salvar a todos. Jesus diz “o céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão”. A Palavra, salienta Bento XVI, é mais real e mais duradoura que todo o mundo material, “é arealidade verdadeira e confiável. Os elementos cósmicos passam; a palavra de Jesus é o verdadeiro ‘firmamento’ no qual o homem pode estar e permanecer”.
O segundo capítulo reflete sobre o discurso escatológico de Jesus, transmitido nos três sinóticos com variações diferentes, que "talvez deve ser qualificado como o texto difícil em absoluto dos Evangelhos" (37). Nesse capítulo,Ratzinger consegue, demodo eficaz, a fazer com que se entenda "o choque tremendo" que constituiu para o judaísmo a cessação do sacrifício com a destruição do templo: "Mas Ele sabia também que a época desse templo estava superada e que chegaria algo novo que estava conectado com a sua morte e ressurreição" (46). Ratzinger, depois, distingue bem a relação entre profecia e apocalipse no discurso escatológico: "As palavrasapocalípticas de Jesus não têm nada a ver com a clarividência. Elas querem nos afastar da curiosidade superficial pelas coisas visível e nos conduzir ao essencial" (64).
Capítulo 3 – Ao lavar os pecados, Jesus se despoja de seu esplendor divino para purificar a sujeira do mundo e para “tornar-nos capazes de participar do banquete nupcial de Deus”, realizando uma mudança radical na história...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Informe psicopedagógico
  • Informe psicopedagógico
  • informe tarrow
  • Informe Psicopedagógico
  • Informe practicas
  • informe psicopedagógico
  • Informe de lectura
  • Informe ceara

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!