Indios e europeus em contato no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2849 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ANAIS DO II ENCONTRO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA COLONIAL. Mneme – Revista de Humanidades. UFRN. Caicó (RN), v. 9. n. 24, Set/out. 2008. ISSN 1518-3394. Disponível em www.cerescaico.ufrn.br/mneme/anais

OS “GENTIOS” E O COLONIZADOR: COMO SE DEU O CONTATO E QUAIS “IMPRESSÕES” OS NATIVOS TIVERAM DOS BRANCOS

Elba Monique Chagas da Cunha
Graduanda em História da UFRPE, Bolsista do PIBIC-CNPqelbachagas@gmail.com

Julianne Socorro do Monte
Graduanda em História da UFRPE, Bolsista do PIC-CNPq juliannesocorro@yahoo.com.br

Resumo: O artigo apresenta aspectos relevantes da pesquisa “O impacto da ocupação européia sobre os povos pré-coloniais em Ipojuca – PE”, que se encontra em sua fase inicial, contando com o apoio do CNPq. A partir do programa de “Levantamento Prospectivo e SalvamentoArqueológico na área de Implantação da Refinaria do Nordeste – Abreu e Lima, Ipojuca – PE”, pretendemos ao analisarmos os vestígios arqueológicos encontrados durante as fases de prospecção e salvamento da área da obra, estudar as relações entre os índios da região e os europeus que culminaram na expulsão e/ou devastação dos nativos. Tendo em vista a dificuldade de reconstrução do passado pelaArqueologia já que esta se baseia em fragmentos vestigiais, iremos somar a fontes secundárias e outras fontes primárias como documentação, carta, relatórios etc. o objetivo da nossa pesquisa é fornecer dados sobre os indígenas, que ocuparam a área hoje conhecida por Ipojuca e seu contato com o colonizador europeu, uma vez que o estudo sobre os povos indígenas que habitaram a região durante o períodocolonial é ainda insuficiente. Palavras - chave: Arqueologia. Indígenas. Colonização. Contato. História Regional Introdução

O presente trabalho pretende fornecer dados sobre os indígenas, que ocuparam a área hoje conhecida por Ipojuca e seu contato com o colonizador europeu. Baseados em vestígios materiais encontrados durante o salvamento arqueológico na área de implantação da Refinaria doNordeste Abreu e Lima, somados a relatos de cronistas, viajantes e fontes bibliográficas secundárias tentaremos revelar novas informações sobre a vida dos povos da pré-história brasileira, mas especificamente os índios que habitaram a região, onde durante o processo de colonização foram devastados, levando a extinção muitas dessas sociedades que viviam no território dominado.

ANAIS DO II ENCONTROINTERNACIONAL DE HISTÓRIA COLONIAL. Mneme – Revista de Humanidades. UFRN. Caicó (RN), v. 9. n. 24, Set/out. 2008. ISSN 1518-3394. Disponível em www.cerescaico.ufrn.br/mneme/anais

A definição de pré-história, no continente americano “tem como referência tradicional o período anterior à chegada dos europeus ao continente, em fins do século XV” 1. Assim no Brasil, consideramos povos pré-históricosos grupos que povoaram o território brasileiro desde milhares de anos antes da chegada do invasor europeu, que o identificaram primeiramente como índios e logo depois como gentios da terra. A zona da mata sul pernambucana apesar de ser uma área extremamente importante para o Estado que desde os primórdios da ocupação portuguesa foi explorada, sendo já em 1506 feitas alusões nos mapas dos viajantese nos seus relatos as localidades de Porto de Galinhas, Maracaípe e Santo Aleixo, sendo estas duas primeiras localidades pertencentes, nos dias de hoje ao município de Ipojuca. Já em meados do século XVI temos registro de uma crescente indústria açucareira na região que foi responsável pelo florescimento da Capitania de Pernambuco. Apesar de toda sua importância para a formação do Estado a regiãofoi pouco estudada dentro da perspectiva historiográfica, ainda mais na questão indígena. Vítima da exploração turística, econômica e do descaso dos governantes e desconhecimento da população, parte dos sítios arqueológicos estão sendo total ou parcialmente destruídos e as informações nele contidas perdidas e/ ou descaracterizadas, tornando o estudo dos indígenas pré-coloniais2 mais complexo. O...
tracking img