Imunologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4175 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
IMUNOLOGIA



NOÇÕES

Definição

O Processo imunológico compreende o conjunto de mecanismos através dos quais o organismo humano reconhece uma substância como estranha, para em seguida metabolizá-la, neutralizá-la e/ou eliminá-la.

Imunidade significa proteção. Todos os seres humanos normais são dotados de mecanismos antiinfecciosos, que os protegem parcialmente contra as infecçõese doenças. A imunidade específica ativamente adquirida exige estímulo prévio para se desenvolver, podendo resultar infecção subclínica ou de doença de que o indivíduo se curou, ou de estímulos provocados por antígenos especificos (substâncias próprias dos agentes infecciosos), que o organismo acometido reconhece como substâncias estranhas. A imunidade passivamente adquirida é conferida aorecém-nascido por anticorpos que atravessaram a placenta durante a vida intra-uterina, por anticorpos presentes no leite materno e no colostro e pelos anticorpos contidos nas imunoglobulinas heterólogas (soros) e nas imunoglobulinas humanas administradas profilática ou terapeuticamente, em determinadas situações clínicas.

Há dois mecanismos básicos de resposta imune: os específicos e os inespecíficos.MECANISMOS INESPECÍFICOS
Os fatores inespecíficos da resposta imune são constituídos por mecanismos superficiais e mecanismos profundos que dificultarem a penetração, a implantação e/ou a multiplicação dos agentes infecciosos, tais como:

• barreira mecânica constituída pela integridade da pele e das mucosas;

• flora microbiana normal (microbiana) da pele e de mucosas,que se opõe à colonização de microrganismos (particularmente bactérias e fungos);

• secreção cutânea (de glândulas sudorípas e sebáceas), contendo ácidos graxos e ácidos láctico;

• secreção mucosa e atividade das células ciliadas do epitélio das vias respiratórias; fluxo lacrimal, salivar, biliar e urinário;

• peristaltismo peristaltismo intestinal - acidez gástrica eurinária;

• alcalinidade do suco pancreático;

• ação mucolítica e bactericida da bile

• ação da lisozima presente na lágrima, na saliva e nas secreções nasais;

• fatores séricos e teciduais, constituídos por betalisina, complemento, interferon, fibronectina, Lactoferrina, espermina (secreção prostática) e protamina (no esperma);

• inflamação;• fagocitose.

MECANISMOS ESPECÍFICOS


A evolução biológica levou ao aprimoramento da resposta imune nosorganismos desenvolvidos em relação aos agentes infecciosos, possibilitando proteção específica e duradoura contra os patógenos pelos quais foram estimulados.
O antígeno encontra-se no agente ou na substância reconhecida como estranha pelo organismo, podendo ser componentes debactérias, vírus etc. Depois de sua penetração através da pele e/ou de mucosas (portas de entrada), atinge a circulação sanguínea e linfática e alcança os órgãos lnfóides secundários (linfonodos, baço e nódulos línfonóides), onde o antígeno sofre processamento inicial pelas células apresentadoras de antígenos (principalmente macrófagos). Após esse processamento, o antígeno, agora fragmentado, éapresentado aos linfócitos, envolvidos na Fase efetora da resposta imune.
Os linfócitos, originários das células primordiais da medula óssea, sofrem maturação nos órgãos linfóides primários (timo e Bursa de Fabricius ou equivalente) processos de diferenciação celular, de que resulta o aparecimento dos linfócitos T e B, cujas atividades são distintas e complementares. Os linfócitos diferenciam-seem linfócitos T no timo e em linfócitos B na bursa de Fabricius (nas aves) e em órgãos equivalentes (a própria medula óssea no homem). Linfócitos T e B apresentam em sua membrana receptores específicos, determinados geneticamente, com combinações diversificadas na seqüência dos seus peptídeos e diferentes conformações estruturais, o que possibilita alta seletividade de sua ligação com...
tracking img