Imunologia exercicios respondidos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5306 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Controle de Diabetes Mellitus e Hipertensão Arterial com Grupos de Intervenção Educacional e Terapêutica em Seguimento Ambulatorial de uma Unidade Básica de Saúde
Diabetes Mellitus and Arterial Hypertension Control with Educational and Therapeutic Groups in Outpatient Follow-up in a “Unidade Básica de Saúde” (Basic Health Unit)
Terezinha Rodrigues Silva
Fonoaudióloga, Unidade Básica de SaúdeVila Romana - Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo E-mail: terezinha.rs@uol.com.br,

Resumo
A educação em saúde, associada ao autocontrole dos níveis de pressão e/ou glicemia, à atividade física e à dieta alimentar, é importante instrumento para aumentar a procura por tratamento e controlar os índices de pacientes hipertensos e/ou diabéticos,. O conhecimento das doenças está relacionado àmelhora da qualidade de vida, à redução do número de descompensações, ao menor número de internações hospitalares e à maior aceitação da doença. Na Unidade Básica de Saúde Vila Romana, São Paulo, foi proposta intervenção em uma população de pacientes diabéticos e hipertensos por meio de formação de grupos para ação educativa, seguimento regular, fornecimento de medicação, controles periódicos eatendimento de intercorrências. Nos primeiros 3 meses, ocorreram encontros mensais, seguidos de consultas periódicas, controle das doenças e dispensação da medicação por mais 27 meses. Com os 191 pacientes, foram formados grupos de hipertensos e grupos de diabéticos hipertensos. Comparando-se os resultados iniciais com os pós-intervenção, observou-se redução relativa de 42% e absoluta de 26% nonúmero de pacientes com pressão moderada e grave. Para os diabéticos, a redução absoluta foi de 22%, para aqueles com glicemia superior a 200mg/dl, e aumento de 33%, para aqueles com níveis inferiores a 125mg/dl. Para pacientes dependentes do sistema oficial de saúde e do fornecimento da medicação, em grande parte idosos e pessoas com baixa escolaridade, embora não se tenha obtido no estudo o controlede todos os determinantes de adesão e o

Chaie Feldmam
Médico, Clínico Geral, Unidade Básica de Saúde Vila Romana Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo E-mail: chaiefeldman@yahoo.com.br

Maria Helena A. Lima
Assistente Social, Unidade Básica de Saúde Vila Romana - Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo E-mail: casablanca22@uol.com.br

Moacyr R. Cuce Nobre
Médico, Doutor emMedicina, Unidade de Epidemiologia Clínica Incor- HCFMUSP E-mail: mrcnobre@usp.br

Rachel Z. L. Domingues
Mestre em Serviço Social, Unidade de Epidemiologia Clínica Incor- HCFMUSP E-mail: rzanetta@ajato.com.br

180 Saúde e Sociedade v.15, n.3, p.180-189, set-dez 2006

controle das doenças, a intervenção se mostrou eficiente. Sugere-se que seja institucionalizada. Palavras-chave: Educação emsaúde; Hipertensão Arterial; Diabetes, Tratamento; Grupos terapêuticos.

Introdução
Contexto geral
As doenças crônicas não transmissíveis, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), são atualmente a principal causa de mortalidade no mundo (Manton, 1998). No Brasil (Chor e col., 1995) as doenças do aparelho circulatório constituem hoje a principal causa de morte. Segundo o Programa deAprimoramento das Informações de Mortalidade no Município de São Paulo (Proaim), em 2001, ocorreram 20.945 mortes por essas causas, correspondendo a 32,3% de todos os óbitos do município (SMS-PMSP, 2003 a). As doenças do aparelho circulatório são a principal causa de morte em quase todas as regiões da cidade (SMS-PMSP, 2004). Na Sub-prefeitura da Lapa, onde a Unidade Básica de Saúde (UBS) Vila Romana estálocalizada, as principais causas de óbito são: doença isquêmica do coração, doença cerebrovascular, pneumonia, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e diabetes (SMS-PMSP, 2003 b). A hipertensão arterial, além de ser um dos principais problemas de saúde no Brasil, eleva o custo médico-social, principalmente pela complicações que causa, como as doenças cerebrovasculares, arterial coronariana,...
tracking img