Igsg

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5147 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI
CAMPUS ALTO PARAOPEBA













Indivíduos, grupos e sociedade global

Cassiano Silva Ferri 094450037, Fabio Henrique Pereira Alvarenga 09445002, Leonardo Moraes Vilano 094450026, Rodrigo da Silva Maia 094450001, Welther Alves Sousa Melo 094450021







Relatório apresentado ao curso deEngenharia Mecatrônica na disciplina Indivíduos, Grupos e Sociedade Global sob orientação do professor Rogério Picoli.




























Ouro Branco / MG
(10 / 2010)
Atividade 1:
Segundo Rousseau, a única preocupação do homem natural era com sua própria sobrevivência, mas, era obrigado a adquirir novos conhecimentos à medida que as dificuldades domeio se apresentavam. Aprendeu a pescar caçar e associar-se a outros homens, seja para autodefesa ou mesmo para maior eficiência na caça. A partir daí é que se observa a primeira revolução: a construção de abrigos. O surgimento desses, fez com que o homem natural permanecesse mais tempo em um mesmo lugar na companhia de seus companheiros, nascendo assim as famílias e com elas os sentimentos maisconhecidos dos homens, o amor conjugal e o amor paterno. Ao mesmo tempo em que as pessoas começam a surgir novas formas de linguagem e uma noção precária de propriedade passa a fazer parte deste novo universo. Por vários motivos; sejam eles: segurança, hábitos alimentares, influência do clima, as famílias passam a conviver próximas surgindo assim as primeiras comunidades.
Esse era a fase naqual o homem deveria ter parado. A felicidade seria próspera com as poucas necessidades e com plenas condições de atendê-las. Isso não se fez. A pequena comunidade ainda que com seus poucos costumes começa a se enxergar de modo diferente. Começa a existir então, um sentimento de inveja, comparação: o melhor caçador, o mais forte, o mais bonito, o mais hábil. Os homens agrupados ainda sem nenhuma leiou líder têm como único juiz a sua própria consciência, começando assim o período de guerra de todos contra todos. Ao mesmo tempo surge a agricultura e a metalurgia, evento ao qual Rousseau chama de uma grande Revolução. Com estes acontecimentos, surge então a divisão do trabalho, a noção de propriedade e passa a existir homens ricos e homens pobres, que dependeriam à partir desse momento uns dosoutros. É nesse contexto desordenado que os homens resolveram estabelecer leis, sejam elas para se protegerem, para protegerem suas propriedades, e outras para se protegerem das arbitrariedades dos mais poderosos.
Rousseau passa a investigar quais os possíveis tipos de governos que podem ter surgido. Em primeira vista, descarta a possibilidade de um governo absoluto ter sido o iniciador doprocesso, pois o sentimento de liberdade do homem não o permitiria. Ele também afirma que os governantes devem ter surgido de forma eletiva, isto é, se em uma comunidade uma única pessoa era considerada digna e capacitada para governá-la surgiria um estado monárquico; se várias pessoas gozavam ao mesmo tempo de condições para tal surgiria um estado aristocrático, porém se todas as pessoaspossuíam qualidades homogêneas e resolvessem administrar conjuntamente surgiria uma democracia. O mau seguimento dessas formas de governo pela ambição de alguns é que deram origem a estados autoritários e absolutos.
Uma ingênua aposta entre amigos transforma Máiquel, um homem comum, em um assassino e herói de toda uma cidade. Deixando-se levar pelos acontecimentos, Máiquel torna-se respeitado porbandidos e pela polícia, sendo também amado por duas mulheres. Até que comete seu primeiro erro e é obrigado a tomar de volta o controle do seu destino. É em meio a esse contexto que se passa a estória do filme O homem do ano, cenário cercado predominantemente pelo determinismo social.
Através da analise do texto Discurso Sobre a Origem e os Fundamentos da Desigualdade Entre os Homens,...
tracking img