Idade media

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2945 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
METODOLOGIA



















IDADE MÉDIA

A Educação mediada pela fé.

































Curso: PEDAGOGIA 21n


Profº: Anderson






Integrantes:



Emanuelle J. Lins

Gisele Boaventura

Josilene Camargo

Juliane Carvalho

Liliane MotaDEDICATÓRIA:



Dedicamos este trabalho ao Prof. Mestre Anderson que nos tem auxiliado com toda a paciência e dedicação, nos transmitindo todo seu conhecimento com muito dinamismo.















































AGRADECIMENTOS:

Agradecemos primeiramente a Deus.

E ao Prof. Mestre Anderson que nos tem auxiliado com toda sua paciência,transmitindo todo seu conhecimento com dinamismo.





Idade média:

A Educação mediada pela fé.

O período da Idade Média durou mil anos desde a queda do império romano em 476 até a tomada de Constantinopla pelos turcos em 1453.

Segundo o autor não se deve considerar todo o período medieval intelectualmente obscuro, embora tenha havido retrocessos em muitos setores.

Dependendo dolugar ou da época a Idade Média é conhecida como “a noite de mil anos” ou “Idade das trevas” segundo a visão pessimista do renascimento.

A primeira fase da Idade Média foi marcada pelas civilizações de Bizâncio e Islã que de forma brilhante acrescentaram muito para esse período.

Ao falarmos da Idade Média acreditasse que todo o período manteve-se estagnado, porém houveram povos que não sesubmeteram a tais mudanças mantendo viva sua cultura como os povos do oriente, mantendo-se econômica e culturalmente adiantada por outro lado o ocidente sofreu grandes perdas com a queda do império romano.

“Por volta do século XV, os imperadores investidos de maior poder, assumiam decisões no campo religioso, motivo pelo qual as divergências como papado culminaram em 1054 com a criação da IgrejaCristã Ortodoxa Grega, acontecimento conhecido como cisma do oriente, pelo qual os bizantinos recusaram a autoridade do papa de Roma e as duas igrejas se separam”

Os imperadores no século XV se voltam contra a imposição da igreja católica, que não é flexível e não aceita mudanças em suas leis e doutrinas, incumbidos de poder, os imperadores criam sua própria igreja, dando fim à “parceria” quehavia com o clero.

“Na virada do ano mil teve início a Baixa Idade Média, caracterizada pelo renascimento das cidades e do comércio, bem como pelo ressurgimento das artes e das lutas religiosas.”

A EDUCAÇÃO

Começaremos com rápida referência à educação dos Bizantinos e dos Árabes, para nos concentrarmos na tradição Europeia Latina, que exerceu maior influência no ocidente.

Conformemencionado anteriormente o oriente na primeira fase da Idade Média mantiveram sua atividade cultural viva e intensa, preservando a literatura clássica e inovando sobre a tradição.





A EDUCAÇÃO BIZANTINA

No Império Bizantino, como no ocidente, dava-se ênfase à vida religiosa e havia preocupação com as heresias, porém segundo Marrou, a civilização bizantina, embora tão profundamente cristãque dá tanta importância às questões propriamente religiosas e especialmente à teologia continuou obstinadamente fiel as tradições do humanismo antigo.

Mesmo tão ligada as tradições da igreja neste período, o Império Bizantino não ficou estagnado, havia preocupação com as heresias sim, mas também havia preocupação em formar Homens capacitados e capazes para administrar o estado.

Os árabes sedestacaram nas áreas de matemática, álgebra, medicina, geografia e cartografia, foram responsáveis pela criação de inúmeras escolas primárias para ensinar a leitura e a escrita.

Como pode-se ver no oriente, foram os árabes os principais atores para a divulgação do conhecimento, impedindo que a igreja tomasse conta de tudo como aconteceu no ocidente.

A PAIDÉIA CRISTIANIZADA

Vejamos...
tracking img