Holding e conglomerado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2242 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Conglomerado: O que é?

A acumulação de capital, própria dos países capitalistas, tem causado os maiores transtornos às nações do terceiro mundo; pois, o poder concentrador gera em tal economia a imposição de dois mandatários: um primeiro, o Estado, instituição natural e legal; e, o segundo, o poder econômico dos conglomerados ou oligopólios. O poder econômico castra a autoridade do Estadoque deveria coordenar a atividade econômica, na busca de uma eqüidade entre produção e consumo; entretanto, o que se observa é um sub-julgamento total do Estado ao poder econômico, sem as mínimas condições de tomar decisões em favor dos mais explorados, quer seja trabalhador ou consumidor. Isto conduz ao chefe maior do Estado, a tomada de posição que atenda, muito mais ao poder econômico do que aosbravos trabalhadores filhos da terra, que tanto labutam para devolvê-la, e engrandecê-la para todos, em que nela residem, sem distinção de raça, religião, e situação econômico-financeira.
Hoje em dia, são conhecidos muitos e muitos exemplos da catastrófica atuação dos conglomerados na economia mundial, onde para eles só o que interessa é o poder, mesmo que em alguns momentos venham a terprejuízos nos seus negócios; contudo, sabem que no médio prazo, esses déficits serão cobertos pela exploração daqueles que constroem a nação. O poder econômico é perigoso e deve ser visto com muito cuidado, tendo em vista que os recursos financeiros têm condições de subverter as ideologias de um país para implantação de grupos poderosos para dominar os legisladores e executores da política nacional emprejuízo de uma política nacionalista, não corporativista; mas, de independência internacional e sem xenofobismo; pois, uma economia dependente é a causa principal das maiores crises por onde passam alguns países que têm vocação para se auto-desenvolverem, porém, estão presos à correntes do capital monopolista internacional.
A questão não diz respeito a um nacionalismo exacerbado, ou até mesmo umpavor a estrangeiro inconseqüente; mas, a uma luta intransigente contra as grandes concentrações que têm como objetivo, uma diminuição da competição, em demanda de um poder monopolista, que faz com que o poder do consumidor que queira atuar no mercado como uma força competitiva seja diminuta, ou até mesmo inexistente. Esse tipo de política comercial não convém a uma nação que quer que seusagentes econômicos atuem livremente, determinando seus desejos como se quer e entende e, como colorário, o preço a pagar pelo produto que se busca. Se isto não acontecer, a economia fica dependente dos trustes mafiosos que determinam o que os consumidores; e, os pequenos e micros industriais devam fazer, quer dizer, qual a tarefa que cabe a esses agentes que participam da economia, entretanto, sempoder algum para tomar decisões em seus próprios negócios.
O poder dos conglomerados é o poder dos capitalistas que acumulam, e dentro deste processo de enriquecimento ilícito utilizam a política de concentração e de centralização de seu poder econômico, causando distúrbios internacionais e até mesmo nacionais, porque, crises nas nações do terceiro mundo, são refletidas dentro do próprio país deorigem, ou mais claramente, dentro da comunidade caracterizada como primeiro mundo e, daí, as recessões se tornam maiores com poucas perspectivas de soluções de curto e médio prazo. É inegável que as concentrações e acumulações trouxeram um avanço à economia mundial capitalista; contudo, foram tecnologias benéficas a grande impulsionadora desse progresso; mas, essas mesmas tecnologias assombraram anação terráquea com as ditaduras militares, as guerras nucleares, a formação de conglomerados e, sobretudo, a exploração e espoliação dos economicamente mais fracos.
Neste contexto, vale salientar que os conglomerados têm as suas limitações, impostas pelas próprias contingências da estrutura de mercado de maneira geral, como explicita claramente STEINDL (1986)[1] quando relata que
a taxa de...
tracking img