Hobbes e rousseau

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2303 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Hobbes e Rousseau
Hobbes - Natureza Humana e Estado de Natureza
Thomas Hobbes, inglês, um dos pais da filosofia política ocidental e liberal, pensou em como é o homem no estado natureza; como são suas relações com outros homens, qual é a natureza do espírito humano, o que é o estado e como se comporta o homem sem a força deste ente que existe para controlar as ações humanas. Veremos, nestaparte do trabalho, as idéias deste filósofo, onde o estado de natureza e a natureza humana estão intimamente ligados.
Estado de natureza
De acordo com a tese hobbesiana, o estado de natureza é a liberdade e igualdade totais. O filósofo aponta que não há grandes diferenças entre os homens, de modo que até o mais fraco tem capacidade de matar o mais forte, o que demonstra que as diferenças físicas sãopraticamente nulas. Espiritualmente, todos têm as mesmas oportunidades de crescimento, já que, à exceção de dons não-naturais (como as ciências, que fazem parte de um conhecimento restrito), os demais dons são acessíveis a todos (a experiência, por exemplo, que vem a todos com o tempo). Além disso, cada indivíduo acredita ser o mais sábio ou estar entre os mais sábios, de modo que, como estasensação de sabedoria é mais ou menos estável entre todos os homens, é uma prova de que a natureza distribuiu igualmente este dom, já que todos são felizes com o que intelectualmente possuem, e não há prova maior de igualdade do que quando todos estão felizes com o quinhão que lhes cabe.
Neste estado de igualdade, também os direitos de todos são iguais. Todos têm direito a tudo, de forma que nãoexiste moralidade ou imoralidade, justiça ou injustiça, certo ou errado. A cada indivíduo é lícito fazer qualquer coisa que julgue necessário para efetivar sua permanência (o que significa tanto proteger seu corpo da morte, ou de ferimentos, quanto obter conforto, por exemplo), inclusive dominar ou até mesmo matar outros homens que estejam em seu caminho ou que representem, em seu julgamento, umaameaça a essa permanência.
Neste estado, fica evidente que não se desenvolvem atividades que demandam esforço e tempo, como a indústria ou a agricultura, já que a posse de algo só existe momentaneamente, enquanto essa posse pode ser desfrutada e defendida. A qualquer momento, tanto por meio da força física quanto por meio da enganação, outro indivíduo pode tomar sua propriedade e o fruto de seutrabalho, de modo que não vale a pena o esforço para produzir algo que, sabidamente, transformará o executor deste esforço em alvo.
A liberdade total do estado de natureza implica um estado de medo, em que os homens vivem desconfiados uns dos outros. Hobbes chamará este estado de ºguerra de todos contra todosª, já que, para o autor, a guerra não é só o ato de violência em si, mas também o tempo em quehá a mera disposição para esta violência. Nesse sentido, como há desconfiança permanente, e mesmo o homem mais forte não tem segurança de que poderá manter domínio sobre outros, a disposição para a violência estará, no mínimo, sempre latente.
Para Hobbes, portanto, o estado de natureza é maléfico à conservação do homem e à construção de algo duradouro tanto para o indivíduo quanto para ahumanidade em geral. É preciso que os homens renunciem a algumas liberdades, e transfiram outras, de modo que um ente superior possa regular as atividades de relações humanas. Este assunto será tratado mais adiante.
Natureza humana
Segundo Hobbes, a natureza humana consiste basicamente em buscar a permanência, a conservação, o conforto. O homem é egoísta e vive em medo recíproco, sob permanentedesconfiança, por causa da liberdade total do estado de natureza. Os homens temem que sua posse seja tomada por outro; temem por sua própria vida, já que é possível que o outro, se possuir força ou astúcia suficientes, poderá até matá-lo se esse outro julgar que dessa forma estará efetivando sua permanência e conservando-se. Assim, os homens subjugam-se previamente, de forma a, por antecipação,...
tracking img