Historia do jornal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5562 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A NECESSIDADE DA COMUNICAÇÃO E A ORIGEM DA ESCRITA

O homem, desde a sua origem até os dias atuais, tem a necessidade de comunicar-se. A comunicação no período mais primitivo era baseada na emissão de pouca quantidade de sons (ruídos). Outra forma muita usada de comunicação foram ás pinturas feitas em paredes de cavernas.
A necessidade da troca de experiencias fez com que acomunicação evoluísse entrando num processo infinito. Com a descoberta do fogo, das ”armas”, da roda, agricultura, pecuária e rituais religiosos. O homem entrou em um processo de desenvolvimento sem volta. Porém, ainda não era um tipo de escrita, pois não havia organização, nem mesmo padronização das representações gráficas.
[pic]
Placa de Barro com escrita 
cuneiforme dos sumérios


Esteperíodo é chamado de Pré-História, porém não é correto chamá-lo assim. Na realidade não existe anterioridade a história e sim a escrita. A escrita foi estabelecida e criada na mesopotâmia, mas os
sumérios que inventaram a linguagem cuneiforme. Usavam placas de barro e registravam o cotidiano político, econômico e administrativo da época.


Foi somente na antiga Mesopotâmia que  aescrita foi elaborada e criada. Por volta de 4000 a.C, os sumérios desenvolveram a escrita cuneiforme. Usavam placas de barro, onde cunhavam esta escrita. Muito do que sabemos hoje sobre este período da história, devemos as placas de argila com registros cotidianos, administrativos, econômicos e políticos da época.
Os egípcios antigos também desenvolveram a escrita quase namesma época que os sumérios. Existiam duas formas de escrita no Antigo Egito: a demótica (mais simplificada) e a hieroglífica (mais complexa e formada por desenhos e símbolos). As paredes internas das pirâmides eram repletas de textos que falavam sobre a vida dos faraós, rezas e mensagens para espantar possíveis saqueadores.(Pesquisa.http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/historiadaescrita.htm. Acesso em 26 de abril de 2009.)




DAS PAREDEA AO PAPEL

Atualmente, o papel é encontrado em diversos formatos, cores e tamanhos. É também um produto acessível a todos, mas nem sempre foi assim. Antes da invenção do papel, o homem teve que usar de muita criatividade para se expressar por meio da escrita. Como vimos anteriormente, o homem pré-histórico utilizava asparedes para desenhar. Como outro exemplo temos a Índia, onde eram utilizadas folhas de palmeiras. Os esquimós usavam ossos de baleia e dentes de foca. Na China, os livros eram feitos com conchas e cascos de tartaruga.


Seria ingenuidade hierarquizar perante a História esses múltiplos suportes perpetuadores da escrita, atribuindo maior importância a uns e menor, a outros. Todos elesderam, cada qual a seu tempo e dentro do respectivo contexto histórico, uma contribuição imprescindível para a evolução do homem. No entanto, por causa da ampla difusão que tiveram, merecem especial destaque o papiro, o pergaminho e, mais do que todos, o papel. (COSTELLA,2002,p. 23)

O Papiro e o Pergaminho
Por volta de 3000 a.C. os egípcios inventaram o papiro. Por sinal, a palavra papelé originária do latim papyrus, nome dado a um vegetal da família Cepareas, uma planta aquática existente no delta do Nilo.
Para produzir o papiro, primeiro corta-se o miolo do talo da planta em finas lâminas. Depois de secas em um pano, as lâminas são mergulhadas em água com vinagre, onde permanecem por seis dias para eliminar o açúcar. Novamente secas, elas são colocadas em fileirashorizontais e verticais, umas sobre as outras. Na seqüência, esse material é colocado entre dois pedaços de tecido de algodão e vai para uma prensa por mais seis dias. Com o peso, as finas lâminas se misturam e formam um pedaço de papel amarelado, pronto para ser usado.
Muito da história do Egito foi transmitida pelos rolos de papiro encontrados nos túmulos dos nobres e faraós. Apesar de sua...
tracking img