Historia de chapeco

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3265 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A história do município de Chapecó

Até fins do século XVII, o oeste catarinense e o sudoeste do Paraná eram povoados por índios Guaranis. Nessas áreas, estavam as célebres Reduções Jesuíticas de Guaíra. Destruídas as Reduções Jesuíticas pelos Bandeirantes Paulistas, fixaram-se os índios Kaigangs. Na primeira metade do século XVIII começaram a se concentrar os primeiros grupos de pessoas naregião do oeste catarinense, onde se situa o atual município de Chapecó. A região atual do oeste de Santa Catarina foi ocupada por fazendeiros, que vinham de Guarapuava e Palmeiras,

pertencentes aos estados do Paraná e São Paulo. Com a ocupação dos Campos de Palmas, abriu-se um caminho de tropas que ligava ao Rio Grande do Sul, permitindo o povoamento do município de Chapecó, antigo Passo dosÍndios. Outras regiões foram sendo ocupadas, como Campo Erê, Xanxerê, Passo do Carneiro e, mais tarde, Passo Bormann. A região oeste era caracterizada basicamente por matas de araucária e habitada praticamente por índios Kaingangs, esporadicamente por índios Guaranis, além de caboclos – luso-brasileiros descendentes de origem europeia. Os luso-brasileiros denominavam-se de brasileiros e praticavam acultura de subsistência. A infraestrutura era inexistente. Não havia demarcação das terras em forma de lotes, muito menos a presença de estradas ou de equipamentos, como comércio, órgão públicos ou privados. De acordo com Bellani (1996, p. 33), a criação e a instalação da Colônia Militar de Xanxerê, em 1882, proporcionaram condições para as primeiras ocupações no “Velho Município de Chapecó”.Segundo Bellani (1996, p.15), essa expressão é muito utilizada pelos antigos moradores e descendentes dos colonizadores, quando se referem à extensão territorial que possuía o município de Chapecó, desde a sua criação, em 1917, até o primeiro desmembramento, ocorrido na década de 50. Outro fator que possibilitou a exploração efetiva da atual região oeste catarinense foi a delimitação final da fronteiraentre Brasil e Argentina, em 1895. Houve uma disputa entre os dois países pela posse do que hoje chamamos de região oeste. Resolvida a situação entre os dois países, a região

continuou contestada num conflito entre os estados do Paraná e Santa Catarina, conhecido como a Guerra do Contestado. Santa Catarina teve incorporadas diversas localidades e vilas, muitas delas eram sedes distritais daorganização administrativa paranaense. “Na jurisdição que formou o município de Chapecó, temos: a antiga Colônia Militar de Xanxerê, Passo Bormann, Passo dos Índios (cidade de Chapecó), Campo Erê, Serrinha, Antas (São Domingos), Barracão (Dionísio Cerqueira)” (Bellani, 1996, p. 23). A guerra do Contestado aconteceu entre o período de 1912 a 1916 e só terminou em 1916. Ela consistiu na luta pelaposse de terras, envolvendo índios, caboclos, fazendeiros e empresas colonizadoras. Segundo Alba (2002, p.17), em seis de março de 1917, através da Lei n.º 1.146, encerram-se todos os trâmites legais que puseram fim as disputas entre Paraná e Santa Catarina. Através da Lei n.º 1.147, de 25 de agosto de 1917, Santa Catarina incorporou um território de 28.000 km² e dividiu a área em quatro municípios:Mafra, Porto União (atual Joaçaba) e Passo dos Índios (atual Chapecó). Em 1939 o nome Chapecó é empregado para designar a Vila Passos dos Índios que abrigava a sede municipal. “O território de Chapecó ficou, então, com uma área de aproximadamente 14.000 Km², sendo hoje maior parte pertencentes ao atual oeste de Santa Catarina.” (Alba, 2002, p. 18). A palavra Chapecó tem origem Kaigang com váriasinterpretações: “chapadão alto”, “chapéu feito de cipó” e “põe no chapéu” para nativos da língua. Segundo pesquisas feitas pelo Dr. Selistre de Campos, a palavra origina-se dos termos “echa” + “apê” + “go”, que na língua dos nativos significa “donde se avista o caminho da roça”. O fim da guerra do Contestado possibilitou maior resistência por parte das empresas colonizadoras e avanço no ritmo da...
tracking img