Hanseniase

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6931 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPÍTULO I

INTRODUÇÃO

O tema deste trabalho é a “Incidência de casos de Hanseníase no Município de Tangará da Serra”, sendo a delimitação da pesquisa baseada na incidência de casos notificados no Pólo Regional de Saúde de Tangará da Serra, estado de Mato Grosso.
De acordo com Gomes, (2005, p. 43) Hanseníase é “uma doença infecciosa crônica, predominantemente da pele, dasmucosas e dos nervos periféricos, causada pelo bacilo Mycobacterium leprae”. Segundo Ferreira e Alvarez (2005, p. 12), essa doença pode ser considerada “relativamente pouco contagiante, sendo a forma de contágio mais comum a via direta (pessoa a pessoa), por descargas nasais infectadas”.
A hanseníase é uma enfermidade muito antiga, citada na Bíblia sagrada, como lepra. É uma doença que podeprovocar terríveis deformações e com uma carga de preconceitos muito grande. Os doentes sempre foram descriminados e muitas vezes abandonados à própria sorte em lugares afastados como cavernas, ilhas e outros lugares ermos, tendo que produzir o seu próprio alimento ou depender da caridade de outros.
No Brasil existia uma lei específica que obrigava os portadores de hanseníase a vivereminternados saindo do seu convívio social e familiar. Esta Lei praticamente foi extinta a partir dos anos 70, quando surgiu o tratamento eficaz contra a doença. Posteriormente, o portador poderia ter sua vida normal em meio à sociedade sem trazer nenhum risco à população. Hoje em dia ainda existem alguns lugares de internações, mas só para aqueles doentes que passaram a vida nas colônias e hoje não tempara onde ir.
O Brasil é o segundo país em número de casos de hanseníase. Em 2005, a região Norte e Centro Oeste aparecem, segundo pesquisas, com o maior número de casos de hanseníase no Brasil.
No início da doença, as lesões podem ser pálidas, esbranquiçadas ou avermelhadas, com diminuição ou ausência de sensibilidade tanto ao frio, quanto ao calor, à dor e ao tato. Verifica-se emcasos mais avançados da doença que o paciente perde a sensibilidade mesmo quando submetido à picada de alfinete.
Este trabalho tem como objetivo geral determinar a incidência de casos de hanseníase no Município de Tangará da Serra no período de 2005 a 2007, bem como, revisar a literatura com intuito de realizar um levantamento histórico para identificar, caracterizar e classificar ostipos de hanseníase e sua relação com os diferentes grupos sexuais, averiguando também faixa etária mais acometida pela doença.
Esta pesquisa justifica-se por discutir a necessidade de disseminar o conhecimento a respeito da hanseníase, considerando que é uma doença de sintomas silenciosos que pode demorar anos para ser diagnosticada.
Este estudo baseia-se em: a) disponibilizarinformações essenciais tanto para estudantes, quanto para os profissionais da área da saúde; b) informar e desmistificar a doença hanseníase, apresentando opiniões dos diversos autores que foram pesquisados.
Quanto à metodologia adotada no desenvolvimento da pesquisa, utilizou-se o método dedutivo que, de acordo com Gil (1999, p.27) consiste em “um método que parte do geral e, a seguir, desce aoparticular. Parte de princípios reconhecidos como verdadeiros e indiscutíveis e possibilita chegar a conclusões de maneira puramente formal, isto em virtude unicamente de sua lógica”.
O estudo desenvolvido trata-se de monografia num caráter comparativo, sendo uma pesquisa bibliográfica e quantitativa, com resultados baseados nos números de casos de hanseníase ocorridos em Tangará da Serrano período de 2005 a 2007. Essencialmente, a pesquisa desenvolveu-se com a leitura crítica de obras pertinentes bem como através da coleta de dados. Deste modo, Furaste (2006, p.33), define que a pesquisa bibliográfica “baseia-se fundamentalmente no manuseio de obras literárias, quer impressa quer capturada via internet. Quanto mais completas e abrangentes forem às fontes bibliográficas...
tracking img