Gramsci - poder, politica e partido resenha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1105 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Aluna: Gabryella Sales da Costa

Resenha Critica das paginas 37 a 67

6- Análise de situações. Relação de força.
A análise de situações para estabelecer os diversos graus de relações entre forças, pode ser útil para uma exposição elementar da ciência e da arte da política, entendida como um conjunto de preceitos de pesquisa e observação particularmente necessários para despertar o interessepela realidade efetiva e suscitar intuições políticas mais rigorosas e vigorosas.
Os elementos de observação empírica deveriam ter seu lugar nos vários graus de relação de força, a começar pelas relações internacionais, e depois para as relações sociais objetivas.
As relações internacionais precedem as relações sociais fundamentais. Cada inovação na estrutura modifica também as relaçõesabsolutas e relativas no campo internacional, e isso se dá através de suas expressões técnico-militares.
As relações internacionais reagem passiva e ativamente às relações políticas, ou seja, quanto mais a vida econômica de uma nação é subordinada às relações internacionais, mais um partido representa essa situação e dela se aproveita para impedir a ascensão dos partidos adversários.
Para analisar asforças que operam na história de um determinado período e determinar suas relações deve-se lembrar que nenhuma sociedade se coloca problemas sem que existam condições necessárias e suficientes para sua solução e que a mesma não se dissolve e pode ser substituída antes que desenvolva todas as formas de vida implícitas nas suas relações.
O erro em que se cai seguidamente nas análiseshistórico-políticas consiste em não saber encontrar a relação justa entre o que é orgânico e o que é ocasional, dessa forma se consegue expor como operantes causas que são feitas de forma imediatas são as únicas eficientes. E se tal erro for grave na historiografia, será ainda mais grave na arte política, em que a questão não é reconstruir a história passada, mas construir a presente e a futura.
Um bom exemplopara ilustrar o exposto a cima seria os acontecimentos que ocorreram na França de 1789 a 1870. Com a tentativa da Comuna, não somente a nova classe derrota os representantes da velha sociedade, os quais não quererm reconhecer que estão superados, mas também derrota os grupos novíssimos que consideram já superada a estrutura saída da revolução iniciada em 1789, demosntrando, dessa forma, ser tãovital em relção ao velho quanto em relação ao novo.
Observa-se que a Revolução continua até a I Guerra Mundial, e é o estudo da mesma que permite reconstruir as relações entre estrutura e superestrutura e entre o desenvolvimento do movimento orgânico e do movimento conjuntural da estrutura.
Uma relação de forças sociais estreitamente ligada à estrutura, tem como objetivo, independentimente davontade dos homens, de ser medida pelos sistemas das ciências exatas ou físicas. E baseados no grau de desevolvimento das forças materiais de produção tem-se os agrupamentos sociais, e cada um deles representa uma função e ocupa uma determinada posição na própria produção.
Um momento sucessivo é a relação das forças políticas, a avaliação dos graus de homogeneidade, autoconsciência e organizaçãoatingidos pelos vários grupos sociais.
O Estado é concebido como organismo próprio de um grupo, e o mesmo é destinado a criar as condições favoráveis para a máxima expansão desse grupo. Porém, esse desenvolvimento e essa expansão são concebidos e apresentados como a força de uma expansão universal, como um desenvolvimento de todas as energias nacionais, o grupo dominante está coordenado concretamentecom os interesses gerais dos grupos, e com os interesses dos grupos subordinados, dessa forma, a vida estatal é concebida como um contínuo equilibrio instável entre os interesses do grupo fundamental e os dos grupos subordinados. Apesar do equilibrio os interesses dos grupos dominantes prevalecem, mas só até um certo ponto, no interesse econômico-corporativo.
Existe em um determinado país um...
tracking img