Gordinhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (530 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O Matador de Gordinhos


Havia uma cidade chamada Parintins, era uma cidade calma, com muitas casas, cheia de árvores, plantas e matos. Em 1785 existia um homem chamado Alanzinhode 17 anos, que por sua aparência era um menino calmo e gentil.
Mas mal sabiam eles que Alanzinho era um matador, mais não um matador qualquer e sim um matador de gordinhos, muitosgordos da cidade estavam misteriosamente sendo mortos sem deixar nenhum rastro ou qualquer pista que pudesse levar o criminoso a polícia. Quem sequestrava eles era Alanzinho, primeiro ele dopava asvitimas, depois levava para o fundo de sua casa, onde começava a esfaquear as vitimas sem piedade.
Matava todos os gordinhos esfaqueados, depois de mortos ele retirava sua pele edepois comia a carne dos gordinhos. Depois de um tempo um investigador da policia chamado Fernando Neto que também era gordo começou a investigar a casa de Alanzinho e descobriu que o próprio Alanzinhoquase nunca saia de casa durante o dia. Só saia a noite para cometer os crimes.
O investigador policial, esperou que Alanzinho saísse de casa a noite para poder fazer uma investigaçãomais detalhada dentro da casa do suspeito, o investigador arrombou a porta dos fundos, sacou sua arma e sua lanterna e foi andando pela casa, olhou os quartos, a cozinha e tudo mais. Só que não achounada de suspeito, mais aí de repente ele acabou pizando numa madeira que abriu lugar para o porão. O investigador desceu até o porão e confirmou o que ele tanto temia, era Alanzinho que matava osgordinhos. Lá estavam dezenas de corpos sem pele, corpos sagrando, corpos só ossos e todos estavam pendurados.
O investigador tirou várias fotos, quando já estava terminando se depara comAlanzinho surgindo na sua frente, o investigador sacou a arma mais Alanzinho rápido pegou a faca e esfaqueou o policial e assim ele cai nocauteado no chão, ele tenta se levantar mais a dor é muita,...
tracking img