Gfgd

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1761 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
VI EPBEM – Monteiro, PB – 09, 10 e 11 de novembro de 2010
www.sbempb.com.br/epbem

TECNOLOGIAS NO ENSINO DE MATEMÁTICA

Renato dos Santos Diniz
renatomatematica@hotmail.com

Lucimara de Freitas Eleuterio
lucimara_matematica@yahoo.com.br

Abigail Fregni Lins
bibilins2000@yahoo.co.uk
Resumo: Neste minicurso os participantes terão a oportunidade de conhecer uma metodologia, bem comotambém construir e trabalhar com a mesma, na tentativa de estabelecer um elo entre a Matemática e a
Informática, contando com o apoio da metodologia WebQuest. A WebQuest, desenvolvida em 1995 por Dodgie,
docente da Universidade de San Diego, Califórnia, tem como intuito fazer da Internet um uso educacional,
possibilitando assim uma alternativa de abordagem didática a ser utilizada no Laboratóriode Informática. O
número de participantes será de no máximo vinte, trabalhando em duplas. Neste momento, os professores em
formação (graduandos em Matemática) e professores do ensino básico (graduados em Matemática), procurarão
manter uma discussão sobre o tema, onde também será mostrada certamente uma discussão em âmbito nacional
e internacional, provocando assim um olhar mais crítico dosparticipantes em relação ao tema. Neste trabalho
destaca-se a importância do uso pedagógico das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) na
aprendizagem de Matemática. Nesse sentido, defende-se, inicialmente, a necessidade da formação de
professores, tendo em vista a incorporação destas tecnologias nas práticas docentes. Serão apresentados
softwares como Geogebra e Winplot, bem comopesquisas acerca de utilizações do laboratório de informática
nas aulas de Matemática.
Palavras-chave: Laboratório de informática; Metodologia; Internet; WebQuest.

Educação Matemática e Novas Tecnologias

Ecoando Kenski (2003), para que ocorra a “inclusão tecnológica e informacional” de
todas as pessoas, é preciso que elas sejam “educadas” para o desejo de acesso e de consumo
da informação e odomínio da manipulação tecnológica. É aí que ressurge, em nova
roupagem, o papel do educador matemático.
Como aponta Takahashi (2000, p. 20), a preocupação social com a educação não pode
e nem deve ser apenas “treinamento”:
“das pessoas para o uso das tecnologias de informação e comunicação: trata-se de
investir na criação de competências suficientemente amplas que lhes permitam ter
umaatuação efetiva na produção de bens e serviços, tomarem decisões
fundamentadas no conhecimento... trata-se também de formar indivíduos para
“aprender a aprender”, de modo a serem capazes de lidar positivamente com o
continua e acelerada transformação da base tecnológica”.

VI EPBEM – Monteiro, PB – 09, 10 e 11 de novembro de 2010
www.sbempb.com.br/epbem

É nesta direção a preocupação dospesquisadores e educadores matemáticos
envolvidos com o uso de tecnologia: a formação de pessoas que possam ter autonomia e
conhecimento suficiente para a compreensão e análise crítica do papel das novas tecnologias
no momento de nossa sociedade. Autonomia, criticidade e domínio das novas linguagens
tecnológicas são competências necessárias na educação matemática em todos os níveis.
Kenski (2003)ressalta que o uso das tecnologias de comunicação e informação pode
reorientar em alguns aspectos as abordagens metodológicas. Na relação presencial tradicional,
o professor (ou o texto, livro, ou mesmo os alunos nos infinitos seminários) é o detentor do
poder e do saber durante o tempo de aula. A reorientação do papel do professor de
Matemática para a função de mediador, ensinando e auxiliandoos alunos na busca de
informações e na troca de experiências durante a exploração dos dados disponíveis nos tipos
de mídias, leva o grupo na sala de aula para novos tipos de interações, possibilitando formas
de cooperação, objetivando a construção social e individual do conhecimento matemático
(NOSS e HOYLES, 1996). Como argumenta Kenski (2003, p. 35), “essa nova ecologia
pedagógica...
tracking img