Gestalt

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1284 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE POTIGUAR
ESCOLA DA SAÚDE
CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA TURMA PSI 3MB
HISTÓRIA DA PSICOLOGIA
KEYLA MAFALDA






GESTALT







Diana silva
Dilene Casteits
Luiz Fernando Daltro
Marianna Menezes Silvino
Sarah Samily





NATAL/RN
JUNHO DE 2011
Diana silva
Dilene Casteits
Luiz Fernando Daltro
Marianna Menezes Silvino
Sarah SamilyGESTALT





Trabalho realizado para a disciplina

História da Psicologia, ministrada
pela professora Keyla Mafalda
para fins de avaliação da E2U2.
.




NATAL/RN
JUNHO DE 2011























“Gestalt,

Mesmo aqui encontrei a saída!
Em escadas não calculadas,
Em degraus que se tornam planos.
Onde você começa.
Lugar de nunca terminar!
Espaçoreservado!”
(Jaak Bosmans)

SUMÁRIO

1. BREVE CONCEITUAÇÃO...........................................................................................05
2 . História da Gestalt no Brasil e no Mundo.........................................06
3. REFLEXÕESCRÍTICAS.............................................................................................07
REFERÊNCIAS..................................................................................................................08

























1. Breve Conceituação
Gestalt é uma abordagem psicológica que surgiu entre 1930 e 1940, na Áustria e na Alemanha ,tendo como expoentes representantes Max Wertheimer, Wolfgang Köhler eKurt Koffka (o chamado “triunvirato” da Gestalt). Nasce em oposição ao atomismo, também fazendo frente ao funcionalismo, ao estruturalismo e principalmente ao behaviorismo, buscando compreender “o todo” através da percepção, na concepção de compreensão das partes.
As leis da Gestalt foram elaboradas e são utilizadas nos dias de hoje para a observação dos comportamentos do cérebro durante oprocesso de percepção. Consoante Wertheimer (Hothersall, 2006, p. 189), o qual observou o que veio a denominar de fenômeno fi, com o auxílio do taquistoscópio, existem quatro princípios da pesquisa e teoria da Gestalt: Pensamento Holístico (sua célebre frase: “O todo é maior que a soma das partes”), Base Fenomenológica (os fenômenos são alvo de estudo da Psicologia), Metodologia (os experimentostêm um caráter realístico e são realizados com um pequeno número de pessoas) e o Isomorfismo (que ressalta a íntima relação dos processos psicológicos com os fisiológicos – em especial, os cerebrais), os quais se diferem dos princípios sobre percepção que regem a Gestalt e se resumem em sete: semelhança, proximidade, boa continuidade, pregnância, clausura, experiência fechada e segregação.O princípio da semelhança fala que os estímulos semelhantes se agrupam entre si e constituem as partes ou unidades. Essas características se assemelham pelas cores, tamanho, formato, entre outros. A proximidade fala que os elementos mais próximos um do outro, tendem a serem vistos como um só, construindo um único conjunto. Boa continuidade é a lei que fala que há uma impressão visual naorganização específica das formas. A pregnância, para muitos, é considerada a mais importante de todas, pois apresenta equilíbrio, clareza e naturalidade, o que facilita a leitura e compreensão da imagem. Clausura é também conhecida como “fechamento”, é onde se forma uma figura delimitada através do fechamento do objeto. Experiência fechada ou passada remete ao atomismo (pensamento pré-gestáltico), queassocia a forma vista às experiências vividas, o que facilitará a compreensão da forma. E por fim, o princípio da segregação que é a capacidade da percepção da formação de unidade, onde se pode separar, identificar e evidenciar as partes do todo.
2. História da Gestalt no Brasil e no Mundo
Até o século XIX a experiência psicológica era vista sob um enfoque mecanicista, isto é,...
tracking img