Geografia comanda o mundo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (517 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A geografia é que comanda o mundo: os seis ferolhos do mundo
 
Os estreitos de Malaca, Ormuz e do Bósforo, integram, com os do Panamá, Suez e Bab-El-Mandeb os seis "ferrolhos", "chokepoints", poronde circulam a quase totalidade da "commodity" essencial da nossa vida,
 actual:  o petróleo, o crude; os gigantescos petroleiros que demandam os portos da nossa "civilização" circulam, quase todos,por aqui.
Para termos uma ideia do que ocorre em cada um destes estreitos, os números falam por si:
1/ Canal do Panamá - 0,5 milhões de barris/dia;
2/ Canal do Bósforo - 2,4 milhões de barris/dia;3/Canal do Suez - 3,3milhões de barris/dia;
4/Bab-El-Mandeb - 4,5 milhões de barris/dia;
5/Malaca - 15 milhões de barris/dia;
6/Ormuz - 17 milhões de barris/dia.
Já o nosso D. Manuel I instruía oLeão dos Mares, o grande Almirante, Afonso de Albuquerque, nos primórdios do século XVI para controlar, exactamente, Malaca (há pouco promovida a património mundial), Ormuz e Aden, nas proximidadesde Bab-El-Mandeb. O Almirante desincunbiu-se de todas as ordens, menos de Aden: este nunca conseguiu tomar!
O que é deveras singular é que há, aproximadamente, cinco mil anos que as grandes"commodity" passam quase todos por estes lugares.
O ciclo do incenso, 2500 anos a.C; depois, a seda que chegava à Roma imperial através do Pacifico, Índico, Mar Vermelho ou Golfo Pérsico e Mediterrâneo (desdeAlexandria até à "bota", futura Itália); mais tarde, bastante depois, foram as especiarias, controladas pela "entente" que integrava os egípcios, os mamelucos e Veneza; Portugal, com o "Plano Índia"baralhou as rotas e, finalmente, a Holanda, já no século XVII.
Num lapso curto de tempo,  um ciclo da prata dominado pelo império espanhol das Américas impôs-se.
A partir de 1700 emerge uma cabazde novas "commodity", que fariam o triunfo dos ingleses: café, açúcar, chá, algodão e ópio.
Já no nosso século XX assistimos ao ciclo do petróleo e à emergência dos USA como potência hegemónica....
tracking img