Futebol

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3050 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ALESSANDRO DA ROSA

















FUTEBOL










Trabalho apresentado  ao    Centro Universitário Claretiano para a disciplina FUTEBOL como requisito parcial para obtenção de avaliação, ministrado pela professora ROSANA IARA CAROLLI












BARRA DO TURVO
2012






Futebol do BrasilO futebol, no Brasil, é crucial para o país. Foi introduzido por Charles Miller, um jovem brasileiro que, após viagem pela Inglaterra, trouxe consigo duas bolas de futebol e passou a tentar convencer a comunidade de expatriados britânicos da cidade de São Paulo de jogadores de críquete para futebolistas, criando um clube de futebol no Brasil.

O futebol rapidamente se tornou uma paixão paraos brasileiros, que frequentemente referem-se ao país como "a pátria de chuteiras" ou o "país do futebol.

História

História do futebol do Brasil e Cronologia da história do futebol no Brasil
O futebol no Brasil começou como algo apenas praticado pela elite. Diz-se que a primeira bola de futebol do Brasil foi trazida em 1894pelo paulista Charles Miller. A aristocracia dominava ligasde futebol, enquanto o esporte começava a ganhar as várzeas. Inicialmente, apenas brancos podiam jogar futebol no Brasil, dado o fato da maioria dos primeiros clubes terem sido fundados por estrangeiros. Em jogo contra o seu ex-clube, o América, o mulato Carlos Alberto no Campeonato Carioca de 1914, por conta própria, chegou a cobrir-se com pó-de-arroz para que ele parecesse branco, mas com o decorrer dapartida, o suor cobria a maquiagem de pó-de-arroz e a farsa foi desfeita . A torcida do América, que o conhecia pois ele tinha sido um dos jogadores que saíram do clube na cisão interna de 1914, tendo sido campeão carioca em 1913, começou a persegui-lo e a gritar "pó-de-arroz", apelido que foi absorvido pela torcida do Fluminense Football Club  clube que iniciou a pratica do futebol em 1902, quepassou a jogar pó-de-arroz e talco à entrada de seu time em campo.

Na década de 20, os negros começaram a ser aceitos em outros clubes, e o Vasco foi o primeiro dos clubes grandes a vencer títulos com uma equipe repleta de jogadores negros e pobres.

Durante os governos de Vargas (principalmente) foi feito um grande esforço para alavancar o futebol no país. A construção do Maracanã e a Copado Mundo do Brasil (1950), por exemplo, foram na Era Vargas. Em 1952, quando a população ainda lamentava a perda da Copa do Mundo de 1950, o Fluminense Football Club elevou a autoestima do povo carioca conquistando no grande estádio a Copa Rio Internacional, embrião da Copa do Mundo de Clubes da FIFA. Com Castilho, Píndaro, Bigode, Telê e vários outros, com Zezé Moreira no comando, o Tricolorpassou por Sporting Lisboa, Grasshoppers, Peñarol, Austria Vienna, e ao vencer o Corinthians na final, conquistou essa importante taça para o Brasil.

A vitória no Mundial de 1958 pela seleção, com um time comandado pelos negros Didi e Pelé, pelo mulato Garrincha e pelo capitão paulista Bellini, ratificou o futebol como principal elemento da identificação nacional, já que reúne pessoas de todas ascores, condições sociais, credos e diferentes regiões do país.

Transferências internacionais


Desde o início do século XXI, o Brasil se tornou o maior exportador mundial de jogadores.  Nos últimos anos, a saída de jogadores movimentou mais de 440 milhões de dólares, se tornando um dos principais produtos de exportação do país, ultrapassando produtos como banana, maçã e uva.  Desde que o BancoCentral começou a registrar a venda de atletas para o exterior, em 1993, as exportações já somam dois bilhões de doláres. O principal destino dos jogadores é  Portugal: em 2008, 209 futebolistas se transferiram para o país.  A Europa é a maior importadora de atletas brasileiros: dos 1.176 que saíram do Brasil em 2008, 762 tiveram como destino a região. Em segundo lugar vem a Ásia, com 222...
tracking img