Fundamentos toxicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2038 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
3.1.1 Introdução – a Toxicologia em busca de sua cientificidade
(PAOLIELLO; DE CAPITANI, 2000)
• Fase pré-paradigmática
Ainda que a Toxicologia seja considerada uma ciência instituída recentemente, quando comparada com outras ciências biológicas, sua construção começou antes do princípio da história registrada. Em sua constante busca por alimentos, o homem observou que certos vegetais tinhamefeitos nocivos para o organismo. Considerando que o arco e a flecha estão entre as revoluções tecnológicas mais importantes nessas populações primitivas, foi constatado o uso de extratos de plantas como toxinas para a caça e a pesca. O fato de a relação causa efeito ser imediata, tornou mais fácil a aquisição do conhecimento.
Entretanto, o foco de atenção da Toxicologia primitiva, e o “saber”toxicológico, rapidamente se desviou para a destruição da vida humana. Conforme a civilização progredia, a arte de envenenamento proposital também avançava. No início, observou-se o desenvolvimento de habilidades de muitos povos na preparação de misturas especiais de venenos para flecha, cujas fórmulas eram bem guardadas e passadas para os sucessores de cada tribo. Gradualmente, muitas toxinasanimais, vegetais e minerais foram catalogadas por médicos gregos (a partir de 400 a.C.). Ainda que superficialmente, o uso de eméticos foi reconhecido nos envenenamentos. Poemas com referências a venenos e antídotos foram escritos. Com o desenvolvimento do conhecimento e da utilização dos venenos, as execuções políticas ocorriam com freqüência na Grécia Antiga. Suicídios onde o conhecimentotoxicológico era evidente, também ocorriam. A Roma Antiga também foi palco destes acontecimentos.
Em Roma, na Idade Média, a arte de envenenar progrediu de tal forma que alcançou o estatuto de uma profissão. Era grande o número de pessoas que, mediante o pagamento de uma quantia, poderia encomendar o envenenamento de outra. O envenenamento como arte e profissão também chegou à França.
O que se observouatravés da história da Toxicologia até então, era de caráter fenomenológico. Todo o conhecimento era obtido a partir de dados experimentais e o “saber” era puramente empírico. Não havia uma sistematização do conhecimento, nem uma compreensão teórica sobre o tema, e faltava uma “lei geral” sobre o assunto. Portanto, essa foi uma etapa da história da Toxicologia pré-paradigmática, constituída porsaberes. De acordo com Foucault, o saber pode ser definido como um conjunto de elementos formados por uma prática discursiva, que pode ou não adquirir um status científico.
Provavelmente, foi através de Paracelsus que surgiu o primeiro esboço da construção de um campo específico de conhecimento, que posteriormente se denominaria Toxicologia. Paracelsus foi um médico suíço que viveu entre 1493 e 1541e propôs um dos princípios básicos da Toxicologia, quando observou que a toxicidade de qualquer substância estava relacionada com a dose. Estabeleceu também alguns princípios básicos da experimentação, além de definir a necessidade de isolar o princípio ativo em todo caso de intoxicação. Também distinguiu os efeitos agudos e crônicos da exposição a metais. O que Paracelsus estabeleceu foramalgumas referências teóricas da Toxicologia como disciplina científica, onde houve posteriormente uma convergência universal. Deste modo, constituiu um novo universo conceitual, rompendo com o senso comum, deixando de lado as “poções mágicas” populares da época. Tratava-se de uma ruptura dentro do conhecimento empírico. Entretanto, tudo isso ainda constituía um paradigma rudimentar porque, apesar dehaver um objeto e uma lei geral que regia o seu comportamento, faltavam teorias de domínios conexos, como, por exemplo, a química, que pudessem estabelecer uma relação com esse paradigma. Khun introduziu o conceito de paradigma associando-o ao surgimento de uma disciplina científica. Também relacionou o conceito de paradigma com a formação de uma comunidade científica, na medida em que o paradigma...
tracking img