Funcionalidade do alho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 79 (19708 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNISANTOS

FUNCIONALIDADE DO ALHO

SANTOS
2006
SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO 08
2. JUSTIFICATIVA 14
3. OBJETIVOS 15
3.1. Objetivo Geral 15
3.2. Objetivos Específicos 15
4. METODOLOGIA 16
4.1. Tipo de Estudo 16
4.2. Período de Levantamento Bibliográfico 16
5. LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO 17
5.1.História 17
5.2.Denominação e Botânica do alho 25
5.3. Composição química do alho 28
5.4. Dosagem do alho 33
5.5. Indicação 34
5.6. Pesquisas Terapêuticas 37
5.6.1. Alho nas Infecções e Infestações 37
5.6.1.1. Pesquisas in vitro 37
5.6.1.2. Pesquisas in vivo 41
5.6.2. Alho no Câncer 425.6.2.1. Pesquisas in vitro 42
5.6.2.2. Pesquisas in vivo 43
5.6.2.3. Pesquisas epidemiológicas 46
5.6.3. Alho em Doenças Cardiovasculares 50
5.6.3.1.Pesquisas in vitro 51
5.6.3.2. Pesquisas in vivo 52
5.6.3.3. Pesquisasepidemiológicas 56
5.6.4. Alho Hipertensão Arterial 62
5.6.4.1. Pesquisas in vitro. 63
5.6.4.2. Pesquisas in vivo 63
5.6.4.3. Pesquisas epidemiológicas 65
5.6.5. Alho na Hipercolesterolemia 68
5.6.5.1. Pesquisas in vivo 68
5.6.5.2. Pesquisasepidemiológicas 69
5.7. Efeitos colaterais do alho 72
6. DISCUSSÃO 74
6.1. Alho nas Infecções e Infestações 74
6.2. Alho no Câncer 76
6.3. Alho nas Doenças Cardiovasculares 80
6.4. Alho na Hipertensão Arterial 86
6.5. Alho na Hipercolesterolemia 89
7. CONCLUSÃO 91
8. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA 95

1. INTRODUÇÃO

Emum artigo intitulado “A ciência de ser saudável”, Kenski relata que é essencial conhecer os alimentos para poder investir naqueles que previnem as doenças que mais atacam; no entanto, é preciso ter em mente que nenhum desses alimentos garante sozinho uma boa nutrição. O excesso de um único tipo de alimento, dependendo de sua composição, ao invés de trazer o benefício esperado, poderá fazer mal àsaúde, por isso a importância de uma alimentação balanceada (KENSKI, 2002).
De acordo com Coitinho (2004) hoje em dia a Organização Mundial da Saúde (OMS) vem alertando a população quanto à gravidade das doenças crônicas e quanto à variedade de informações errôneas provenientes da mídia, que incentiva a população a um padrão alimentar que não a levará a uma boa qualidade de vida.
OMinistério da Saúde (BRASIL, 2005) define alimentação saudável como um conjunto de práticas relacionadas à escolha do tipo de alimento, da forma de administração/uso, horário, freqüência e com quem compartilhar o momento das refeições, além de relatar o quanto é fundamental resgatar as práticas e valores alimentares culturalmente referenciados, bem como estimular a produção e o consumo de alimentosregionais saudáveis (como legumes, verduras e frutas), sempre levando em consideração os aspectos comportamentais e afetivos relacionados a estas práticas.
O Ministério da Saúde (BRASIL, 2005) também esclarece que os atributos de uma alimentação saudável são acessibilidades física e financeira, sabor, variedade, cor, harmonia e segurança sanitária. Estes atributos definem o conceito deAlimentação Saudável, em consonância com a conceituação de Direito Humano à Alimentação Adequada e Segurança Alimentar e Nutricional, adotados pelo Brasil.
A combinação dos desejos dos consumidores com os avanços da tecnologia na área alimentar e os atuais “links” entre dietas e doenças e dieta e prevenção de doenças estão criando um novo campo que envolve um estilo de vida e uma dieta...
tracking img