Fixamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1261 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ
CURSO DE LICENCIATURA E BACHARELADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS
CIENCIAS POLITICA I
PROFESSOR ED CARLOS GUIMARAES
ACADEMICO ANDERSON MARTEL TORRES DA COSTA
TURMA 2011

FICHAMENTO DO TEXTO “NICOLAU MAQUIAVEL: O CIDADAO SEM FORTUNA, O INTELECTUAL DE VIRTÙ
(Maria Tereza Sadek)

Macapá –AP
2012
Mais de quadro séculos nos separam da época em que viveu Maquiavel. Muitos leram ecomentaram sua obra, mas um numero consideravelmente maior de pessoas evoca seu nome ou pelo menos s termos que ai tem sua origem. Maquiavélico e maquiavelismo são adjetivos e substantivos que estão tanto no discurso erudito, no debate político, quanto na fala do dia-a-dia. (...)
Em qualquer de suas acepções, porem, o maquiavelismo está associado à idéia de perfídia, a um procedimento astucioso,velhaco, traiçoeiro. (...)
E uma forma de desqualificar o inimigo,apresentando-o sempre como encarnação do mal. Personificando a imoralidade, o jogo sujo e sem escrúpulos, o”maquiavelismo”, ou melhor, o “antimaquiavelismo” tornou-se mais forte do que Maquiavel. É um mito que sobrevive independente do conhecimento do autor ou da obra onde teve origem. (...)
Nesta interpretação sustenta-seenfaticamente que Maquiavel discorreu sobre a liberdade, ao oferecer preciosos conselhos para a sua conquista ou salvaguarda. Rousseau, por exemplo, opondo-se aos interpretes “superficiais ou corrompidos” do autor florentino, que o qualificaram como mestre da tirania e da perversidade, afirma: “Maquiavel, fingindo dar lições aos Príncipes, deu grandes lições ao povo” (Do contrato social, livro 3, cap. IV).(...)
Ora apresentado como mestre da maldade, ora como conselheiro que alerta os dominados contra a tirania, quem era este homem capaz de provocar tanto ódio, mas também tanto amor? Que idéias elaborou que o torna o mais citado entre os pensadores políticos, aponto de suscitar a mais dispares interpretações, e de sair das paginas dos livros eruditos para ocupar um lugar na fala mais vulgar? Porque incitou tamanho temor, sendo sua obra mais conhecida colocada no Index da igreja, e por que continua a dar ensejo a tão fundos preconceitos? (..)
Maquiavel nasceu em Florença em 3 de maio de 1469, numa Itália “esplendorosa mais infeliz”, no dizer do historiador Garin. A península era então constituída por uma serie de pequenos estados, com regimes políticos, desenvolvimento econômico e culturavariados. Tratava-se, a rigor, de um verdadeiro mosaico, (...)
Neste cenário conturbado, no qual a maior parte dos governantes conseguia se manter por um período superior a dois meses, Maquiavel passou sua infância e adolescência. Sua família não era nem aristocrática, nem rica. (...)
(...) Maquiavel revela sua “predestinação” inarredável: falar sobre o estado. De fato, sua preocupação em todas assuas obras e o estado. Não o melhor estado, aquele tantas vezes imaginados, mas que nunca existiu. Mas o estado real, capaz de impor a ordem. (...)
(...) seu ponto de partida e de chegada e a realidade concreta. (...)
(...) o problema central de sua analise política e descobrir como pode ser resolvido o inevitável ciclo de estabilidade e caos. (...)
(...) A ordem, produto necessário da política,não é natural, nem a materialização de uma vontade extraterrena, e tampouco resulta do jogo de dados do acaso. (...) a ordem tem um imperativo: deve ser construída pelos homens para evitar o caos e a barbárie, (...) ela não será definitiva, pois há sempre, (...) a ameaça de que seja desfeita.
(...) política. Ela é o resultado de feixes de forças, proveniente das ações concretas dos homens emsociedade, (...). Este pensamento em constante transmutação e fluxo, que determina seu curso pelo movimento da realidade, transformara Maquiavel num clássico da filosofia política, (...)
(...) o espaço da política se constitui e é regido por mecanismos distintos dos que norteiam a vida privada. (...) o mundo da política não leva ao céu, mas sua ausência é o pior dos infernos. (...)
(...) Maquiavel...
tracking img