Fisica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3929 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A maior experiência no mundo de exploração comercial da biomassa como fonte energética foi realizada no Brasil. Trata-se do Programa Nacional do Álcool (ProÁlcool), que estimulou o uso do combustível do etanol produzido a partir da cana-de açúcar. A experiência brasileira mostrou que é possível implementar uma política energética alternativa em larga escala em curtíssimo período de tempo. Apenas10 anos depois da instituição do programa em 1975, as vendas de carros a álcool atingiam seu ápice. No auge do programa entre 1986 e 1989, mais de 90% dos automóveis que saíam das linhas de montagem das fábricas nacionais eram movidos à álcool.

O ITA foi pioneiro no desenvolvimento do motor a álcool nacional pelo Cel. Aviador Eng. e Prof. Urbano Ernesto Stumpf, Instituto Tecnológico deAeronáutica (ITA), 1953. Os primeiros passos para industrialização também foram tomados pelo Prof. Stumpf que começou seus testes com a frota de veículos da TELESP (Telecomunicações de São Paulo). Na década de 70 o motor a alcool é lançado no país inteiro. A continuação das pesquisas em motores e combustíveis alternativos levou a Divisão de Motores do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IPD), doCentro Técnico Aeroespacial (CTA), a desenvolver também o primeiro motor a gás natural para ônibus do país.

O Prof.Urbano Ernesto Stumpf é gaucho de Não-me-Toque -RS, tem atualmente 80 anos. É considerado o papa do Alcool, chefiava o Laboratório de Pesquisas de Motores do CTA - Centro de Tecnologia Aeroespacial de São José dos Campos. (Revista Ciência e Cultura - Abril 1979). Começou sua carreiracomo sargento na Escola de Especialista da Aeronáutica, na área de Mecânica de motores, depois de vários cursos, tornou-se Engenheiro Aeronáutico, pelo ITA - Instituto de Tecnologia Aeronáutica, de onde foi Professor durante 20 anos. O seu interesse pelo alcool data de 1951 quando se formou. Naquela época era exigido dos formandos um trabalho. A sua empresa a PENTRA, foi encarregada em 1974 dedesenvolver e adaptar os motores a alcool, que tanto sucesso alcançou naquela época. Seu pioneirismo nas pesquisas para uso do álcool como combustível ao primeiro motor movido a óleos vegetais, rendeu-lhe diversos prêmios. Seu pioneirismo nas pesquisas para uso do álcool como combustível ao primeiro motor movido a óleos vegetais, rendeu-lhe diversos prêmios. O prof Stumpf recebeu uma homenagempóstuma com a publicação da Lei Nº10.968, de 9 de novembro de 2004, que denomina "Aeroporto de São José dos Campos - Professor Urbano Ernesto Stumpf" o aeroporto da cidade de São José dos Campos, no Estado de São Paulo.

Nos anos 80 muitas patentes referentes ao projeto do carro à alcool foram depositadas pela CTA, tendo como inventor Ernesto Stumpf. A patente PI 8106855, mostra um carburadorespecífico para álcool. A invenção trata de um carburador com venturi de área variável, projetada para operar com álcool combustível. Os carburadores tradicionais para motores à gasolina, quando adaptados para o uso do álcool apresentavam deficiências na pulverização do álcool e distribuição desigual na mistura álcool-ar, além de problemas de corrosão dos materiais empregados. Feitos à base de zinco elatão, nestes carburadores tradicionais o álcool se consitui um eletrólito perfeito porque contém água e é condutor elétrico. Tentativas de revestimentos anti-corrosivos ou o uso de plásticos não se mostravam eficazes. Carburadores de Venturi variável onde este Venturi realiza ao mesmo tempo a modulação da potência, até então tinham pouca aplicação por problemas de vedação. A invenção proposta nestapatente consiste na substituição do corpo metálico dos carburadores convencionais por um corpo em material plástico, sem canais ou roscas. Um pistão (12), que se desloca num cilindro (13), constitui-se num balanceador das forças axiais devidas ao diferencial de pressão, que atua sobre o fuso (9), diferencial este equilibrado através de uma haste tubular (10). Os orifícios pulverizadores...
tracking img