Fiorin

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 59 (14633 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de maio de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O projeto hjelmsleviano e a semiótica francesa
JOSÉ LUIZ F IORIN
Resumo Este trabalho analisa o projeto hjelmsleviano de construção de uma teoria das linguagens, mostrando, de um lado, o espaço discursivo em que se constitui e, de outro, sua coerência interna. Enfatiza a redução metodológica operada por Hjelmslev, para, em seguida, incorporar, sob os mesmos princípios de análise, o que haviasido descartado. Mostra também como a semiótica francesa se constrói com base nesse projeto teórico, expondo o que ela utiliza dele e os aspectos em que ela o altera. Palavras-chave formalismo, relação, princípio da imanência, sistema, processo. Abstract This paper analyzes the hjelmslevian project for a semiotic theory. Its objectives are (i) to show the discourse space in which the hjelmsleviantheory develops and its internal coherence; (ii) to emphasize the methodological reduction proposed by Hjelmslev, to later incorporate what had been previously discarded under the same principles of analysis; (iii) to show that French semiotics has started and developed within this theoretical framework by accepting some of its aspects and by altering others. Keywords formalism, principle ofimmanence, relation, system, process,

Ubi materia, ibi geometria Kepler Hjelmslev é um autor pouco lido e muito criticado nos dias de hoje. As críticas a ele são feitas com base em estereótipos que se foram perpetuando: é excessivamente formalista, desdenha a História, é cego para as determinações culturais que incidem sobre a linguagem, nega a dimensão do sujeito, e assim por diante. Paradoxalmente,os que fazem essas críticas não levam em conta a dimensão histórica do projeto hjelmsleviano. Afinal, uma teoria é criada num ambiente cultural determinado, num dado universo de discurso, em que campos e espaços discursivos ganham significados. Não se pode ler Hjelmslev, sem levar em conta as teorias com que ele dialoga, pois não se pode analisar um projeto científico fora do espaço discursivo emque se constitui. Afinal, toda teoria é mais ou menos influenciada pelas que a precederam, em oposição às quais ela se constitui. Este trabalho pretende analisar o projeto hjelmsleviano dentro da História e mostrar suas influências na semiótica francesa. Louis Hjelmslev nasceu em 1899 em Copenhague, em cuja universidade realiza estudos de Filologia Comparada. Fez cursos de aperfeiçoamento emdiversas universidades européias. Em 1937, torna-se professor titular de Lingüística Comparada da Universidade do Copenhague. Em 1943, publica seus Prolegômenos a uma teoria da linguagem, em que expõe seu projeto científico. Prolegômenos quer dizer "noções ou princípios básicos para o estudo de um assunto qualquer"; "princípios". O que o lingüista dinamarquês pretende fazer nessa obra é exatamenteestabelecer os princípios que deveriam nortear a construção de uma ciência da linguagem ou de uma ciência das linguagens. Seu livro começa com uma das mais belas páginas da lingüística:
A linguagem (...) é uma inesgotável riqueza de múltiplos valores. A linguagem é inseparável do homem e segue-o em todos os seus atos. A linguagem é o instrumento graças ao qual o homem modela seu pensamento, seussentimentos, suas emoções, seus esforços, sua vontade e seus atos, o instrumento graças ao qual ele influencia e é influenciado, a base última e mais profunda da sociedade humana. Mas é também o recurso último e indispensável do homem, seu refúgio nas horas solitárias em que o espírito luta com a existência, e quando o conflito se resolve no monólogo do poeta e na meditação do pensador. Antes mesmo doprimeiro despertar de nossa consciência, as palavras já ressoavam à nossa volta, prontas para envolver os primeiros germes frágeis de nosso

pensamento e a nos acompanhar inseparavelmente através da vida, desde as mais humildes ocupações da vida cotidiana até os momentos mais sublimes e mais íntimos dos quais a vida de todos os dias retira, graças às lembranças encarnadas pela linguagem,...
tracking img