Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2705 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 37

1- Isto é arte?

2- A arte grega e o conceito de naturalismo

- Conceito de naturalismo

O naturalismo, segundo Harold Osborne, pode ser definido como a ambição de colocar diante do observador uma semelhança convincente das aparências reais das coisas. A admiração pela obra de arte, nessa perspectiva, advém da habilidade do artista em fazer a obra parecer ser o que não éparecer ser a realidade e não a representação. O realismo mostra o mundo como ele é nem melhor nem pior. Já o idealismo retrata o mundo nas suas condições mais favoráveis. Na verdade, mostra o mundo como desejaríamos que fosse melhorando e aperfeiçoando o real.

- O naturalismo na arte grega

As obras de arte dessa época eram utensílios (vasos, ânforas, copos), edificações (templos) ouinstrumentos educacionais. Platão (séc. V a.C.) recusa-se a dar valor autônomo ao que chamamos de arte. Para ele, existe uma ordem metafísica e ética no mundo, A arte só poderia ter valor se representasse corretamente essa ordem ou nos ajudasse a agir de acordo com ela. Para ele, a beleza em si é uma forma, acessível somente ao intelecto. Nesse período (sécs. V e IV a.C.), a função da arte era criar imagensde coisas reais, que tivessem aparência de realidade.
Para Platão, a mÍmese seria a imitação não da ideia (essência universal) da coisa, mas tão somente de sua aparência, isto é, de um objeto concreto e particular. Além disso, só se pode imitar algo a partir de um ponto de vista, não de todos, fazendo com que a imitação não seja exata, mas parcial. Portanto, ela está longe da verdade.
No polooposto, Aristóteles afirma que a mÍmese é natural para as pessoas desde a infância, por ser um modo de aprendizado. A mÍmese resulta em conhecimento porque copia corretamente o objeto e o simplifica.

3- A estética medieval e a estilização

As obras de arte assumiram a condição de símbolos que manifestavam a natureza divina e canalizavam a devoção do homem para a divindade suprema. Por isso,a postura naturalista é abandonada em prol da estilização. Isto é, da simplificação dos traços. Da esquematização das figuras e do desapego aos detalhes individualizantes. A estilização respondia melhor à necessidade de universalização dos princípios da religião cristã.

- Agostinho

Agostinho (354-430) ultrapassou a noção da mímese platônica porque considerava a arte humana um símbolo doSignificado da arte de Deus. Agostinho elaborou "uma rigorosa teoria do belo como regularidade geométrica". O gosto pela proporção, o próprio conceito de beleza como ordenação dos objetos ao que deve ser, pressupõe um conceito anterior da ordem ideal, dado por iluminação divina.

-Tomás de Aquino

Afirmava que as formas dependiam de Deus e tinham a chave do Ser das coisas: são elas que conferemunidade, verdade, bondade, ou seja, que permitem que as coisas individuais possuam, por derivação, os atributos transcendentais de Deus. A beleza é o aspecto agradável da bondade, pois o belo é agradável à cognição, ao passo que o bom está relacionado ao desejo. Por isso só o ser humano tem prazer nas coisas sensíveis porque sensíveis. O espectador pode ter prazer ao se deparar com uma obra de arte,sem ter a consciência de que o que agrada é a forma sensível.
Tomás de Aquino estabeleceu três condições para a beleza: integridade ou perfeição; devida proporção ou harmonia entre as partes; claridade ou luminosidade, ou seja, o resplandecer da forma em todas as partes da matéria.
Resumindo, podemos dizer que a essência da beleza em geral consiste na resplandecência da forma sobre partes damatéria proporcionalmente ordenadas.

4- O naturalismo renascentista

As artes foram buscar um naturalismo crescente, mantendo estreita relação com a ciência empírica que despontava na época e fazendo uso de todas as suas descobertas e elaborações em busca do ilusionismo visual. A perspectiva científica, a teoria matemática das proporções, que possibilitam a criação da ilusão da terceira...
tracking img