Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1249 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Filosofia
Quantificador: Qualquer dispositivo linguístico usado para dizer quantos particulares ( ou proprietários ) exemplificam uma dada propriedade, por exemplo, podemos dizer que alguns filósofos são gregos, estamos nesse caso a dizer que um numero indeterminado de particulares têm uma certa propriedade ( são gregos ).
Quantificador existencial: Expressões como “alguns”, “pelo menos” , porexemplo, são quantificadores existenciais. A negação de um quantificador existencial é um quantificador universal, porque negar que alguns filósofos são imortais é o mesmo que afirmar que todos os filósofos são imortais.
Quantificador universal: Expressões como “todos”, “nenhum”,por exemplo, são quantificadores universais. A negação de um quantificador universal é um quantificador existencial,porque negar que todos os filósofos são gregos é o mesmo que afirmar que alguns filósofos não são gregos.

Argumento
* Dedutivo – um argumento dedutivo é valido quando é impossível ter premissas verdadeiras e conclusão falsa

* Não dedutivo – um argumento não dedutivo é valido quando é improvável, mas possível, ter premissas verdadeiras e conclusão falsa

Silogismo: É um argumentodedutivo com 2 permissas e uma conclusão e que tem as seguintes características:
* Usa apenas proposições do tipo A, E, I, ou O;
* Tem necessariamente 3 termos e não mais do que isso: o termo menor é o termo sujeito da conclusão e tem de ocorrer numa das premissas ( e só numa delas ), a que se chama por isso permissa menor; o termo médio não ocorre na conclusão mas ocorre nas 2 premissas; eo termo maior, que é o termo predicado da conclusão e que tem de ocorrer numa das premissas ( e só numa ), a que se chama por isso premissa maior.
Exemplo:
Todos os homens são mortais. Termo Médio
Termo Menor
Termo Médio
Todos os mortais são infelizes. Termo MaiorLogo, todos os homens são infelizes. Termo Maior
PROPOSIÇÕES | EXTENSÃO DO SUJEITO | EXTENSÃO DO PREDICADO |
A – os gatos são mamíferos | Distribuído | Não distribuído |
I – alguns jovens são estudiosos | Não distribuído | Não distribuído |
E – os planetas não são asteroides | Distribuído | Distribuído |
O – algumasbebidas não são alcoólicas | Não distribuído | Distribuído |
Termo Menor
Tabela de distribuição :
Termo sujeito A E Ambos

Nenhum I O Termo predicado

Regras do silogismo
1. Umsilogismo só pode conter três termos diferentes. Usar um mesmo termo, atribuindo-lhe sentidos diferentes, equivale a introduzir um quarto termo.
2. O termo médio não pode entrar na conclusão. O termo médio esgota-se nas premissas, ele é o elemento de ligação que permite articular as premissas e chegar a conclusão.
3. O termo médio tem de estar, pelo menos, numa das premissas, tomado em toda asua extensão. Quando o termo médio está em sentido particular nas duas premissas, nada garante que estabeleça a ligação entre os outros dois.
4. Nenhum termo pode ter mais extensão na conclusão do que tem nas premissas. Se a regra não for observada, o silogismo não será válido, a conclusão afirmará mais do que as premissas permitem.
5. De duas premissas afirmativas não se pode inferiruma conclusão negativa, entra-se em contradição.
6. Se uma das premissas for particular, a conclusão tem de ser particular.
7. De duas premissas negativas nada se pode concluir.
8. Nenhum silogismo pode ser constituído por duas premissas particulares. Viola-se a regra nº 3 e nº 7. (caso sejam particulares negativas).

Falácia Formal = Falácia Informal: Numa falácia formal é a forma...
tracking img