Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1033 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO – FILOSOFIA - PLANO ESTRATÉGICO DE ESTUDOS
 
         CONCEITO DE REALISMO
O realismo pode ser descrito como uma atitude que privilegia a observação global, interessada e insistente do fato ou do acontecimento real, em detrimento de um esquema ou de uma idéia que já tenhamos em mente sobre o objeto que desejamos conhecer.
O realismo nos induz a procurar conhecer o objeto como ele é, enão como achamos que seja ou que deveria ser.
“A nossa época é uma época de ideologias, na qual, ao invés de aprender da realidade em todos os seus fatores, construindo sobre ela, procura-se manipular a realidade segundo a coerência com um esquema fabricado pelo intelecto: e assim, o triunfo das ideologias consagra a ruína da civilização.” (adaptado de Alexis Carrel).
A atitude realista implicatambém em reconhecer que, para observar um objeto de modo tal que ele seja conhecido, o método de conhecimento deve ser imposto pelo objeto e não imaginado, organizado ou criado pelo sujeito, sob pena de chegarmos a resultados deturpados. A necessidade de adequar o método de conhecimento ao objeto é expressa por Luigi Giussani:
“se deveria dizer que o método para conhecê-lo deve ser por elasugerido.”
COMENTÁRIO:
Acredito que o conceito de realismo está automaticamente ligado ao fato de avaliarmos qualquer situação, sem intervenções externas a natureza do fato, ou seja, o conhecimento específico do objeto deve ser levado em consideração, entretanto nossas opiniões – não científicas – sobre o fato devem ser retiradas de análise. Desta maneira, haverá uma análise “limpa” da situação, semintervenção de outros meios.  OBSERVAÇÃO + OBJETO + MÉTODO APLICÁVEL AO ACONTECIMENTO
 
         INVESTIGAÇÃO EXISTÊNCIAL
Devemos partir de uma reflexão sobre as nossas próprias experiências; do contrário, correremos o risco de adotar acriticamente os critérios da moda ou as opiniões mais em voga acerca de questões importantes para nossa vida. Depois de refletir sobre nossas experiências,poderá ser útil comparar os resultados obtidos com as opiniões de filósofos, psicólogos, jornalistas ou artistas famosos; mas, se não houver uma reflexão pessoal anterior, terminaríamos por nos alienar, deixando que outros determinem nossas idéias e nosso comportamento.
Sócrates, um dos primeiros filósofos gregos (séc. V a. C.), disse: “Conhece-te a ti mesmo”.
experiência: para ter uma experiência,é necessário observar os resultados e procurar compreender o que aconteceu. Algo análogo acontece com todas as nossas experiências, mesmo as mais simples do cotidiano. “Fazer” ou “provar” coisas por si só não constituem experiências; experiência coincide, sobretudo, com a avaliação daquilo que se prova. Escutemos mais uma vez Luigi Giussani:
“o que caracteriza a experiência é compreender umacoisa, descobrir-lhe o sentido. A experiência implica, pois, a inteligência do sentido das coisas.”
         O homem experiente não é aquele que fez ou provou de tudo, sem sequer ter tempo para se aprofundar na compreensão do que estava fazendo: com efeito, acumular fatos e sensações indiscriminadamente gera, freqüentemente, destruição e esvaziamento da personalidade.
         O critério utilizadopara avaliar nossas experiências deve ser buscado em nós mesmos. Entretanto, não é necessário “imaginar” ou “criar” um critério de avaliação: o critério é imanente à estrutura originária do homem, faz parte de nossa natureza.
 
COMENTÁRIO: entendo que a investigação existencial parte do princípio de conhecermos a nos mesmo, e com base neste conhecimento, analisar nossas ações, entender o porquedecidimos por tomar tal atitude e que consequências esta atitude nos levou, e se foi a melhor ação a tomar, senão, qual teria sido. Aprender com nossas experiências, para mim, é a CHAVE desta investigação.
 
         EXPERIÊNCIA ELEMENTAR
         Às exigências estruturais do homem podem ser dados muitos nomes (exigência de felicidade, verdade, beleza, justiça etc) e são elas que nos põem em...
tracking img