Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1188 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Atividade de Filosofia
Pg. 170 2° ano “E”
Questões: 13 á 28 Fabio sena de lima
1) Ofereça alguns exemplos dos vários sentidos que damos às palavras pensamento e pensar em nossa vida cotidiana
R: Como atividade solitária e invisível. “Diga-me, em que você estápensando?”
Como indicação da própria essência humana. “O homem é um caniço pensante”. (Pascal)

2) Que significa os verbos pensare, cogitare e intelligere? Quando reunimos seus sentidos, que significa pensamento?
R: Pensare deriva do verbo latino pendere, que significa “ficar suspenso, estar ou ficar pendente ou pendurado, suspender, pesar, pagar, examinar, avaliar, ponderar, compensar,recompensar e equilibrar”.
Cogitare significa “considerar atentamente e meditar”.
Intelligere significa “escolher entre, reunir entre vários, apanhar, aprender, compreender, ler entre, ler dentro de”.
Reunidos os seus sentidos, pensamento significa uma atividade que requer atenção, uma atividade pela qual a consciência ou a inteligência coloca algo diante de si para atentamente considerar, avaliar, pesar,equilibrar, reunir, compreender, escolher, entender e ler por dentro.

3) Quais as diferenças entre instinto e hábito?
R: O instinto é inato; o hábito é adquirido.

4) Quais as semelhanças entre instinto e hábito?
R: Instinto e hábito são formas de comportamento que têm como principal características ser especializados ou específicos. Ambos especializam as funções, os meios e os fins e não possuemflexibilidade para mudá-los ou para adaptar um meio a um novo fim, nem para usar meios novos para um fim já existente. A tendência do instinto e do hábito são a repetição e o automatismo das respostas aos problemas.

5) Como e por que a inteligência difere do instinto e do hábito?
R: A inteligência difere do instinto e do hábito por sua flexibilidade, pela capacidade de encontrar novos meios paraum novo fim ou de adaptar meios existentes a uma finalidade nova; pela possibilidade de enfrentar de maneira diferente situações novas e inventar novas soluções para elas; pela capacidade de escolher entre vários meios possíveis e entre vários fins possíveis.

6) Explique por que o pensamento vai mais longe do que a inteligência?
R: O pensamento vai mais longe que a inteligência porque abstrai(separa) os dados das condições imediatas de nossa experiência e os elabora em forma de conceitos, ideias e juízos, estabelecendo articulações internas e necessárias entre elas pelo raciocínio (indução e dedução), pela análise e pela síntese. Formula teorias, procura prová-las e verificá-las, pois está voltado para a verdade do conhecimento.

7) Que é um conceito ou ideia?
R: Um conceito ou ideia éuma rede de significações que nos oferece: o sentido interno e essencial daquilo a que se refere; os nexos causais ou as relações necessárias entre seus elementos, de sorte que por eles conhecemos a origem, os princípios, as consequências, as causas e os efeitos daquilo a que se refere.

8) que são juízos?
R: Juízos são as relações estabelecidas entre algo(um sujeito) e o que se afirma ou se negadele (predicado). Dessa maneira, através dos juízos estabelecemos os eles internos e necessários entre um ser e as qualidades, as propriedades, os atributos que lhe pertencem, assim com aqueles predicados que são acidentais e que podem ser retirados sem que isso afete o sentido e a realidade de um ser.

9) Que é uma teoria? E onde ela nasce?
R: Uma teoria é a explicação, descrição e interpretaçãogeral das causas, formas, modalidades e relações de um campo de objetos elaborados pelo pensamento através de procedimentos específicos (métodos), próprios à natureza dos objetos investigados. A teoria pode ou não nascer de uma prática, mas não é ela que permite determinar uma verdade ou falsidade teórica, e sim os critérios internos à própria teoria (seja sua correspondência com as coisas...
tracking img