Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4652 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O que é política
1-Política e cotidiano
As frases da epigrafe indicam alguns posicionamentos a respeito da vida política. Vamos examiná-los.
Muita gente acha que política é assunto que interessa apenas a alguns, ou por que “só eles entendem do assunto” ou por que estão diretamente interessados no poder. Outros “ficam de fora”, desconfiado da atuação dos políticos que costumam não cumprir aspromessas de campanha. Há ainda os que pensam ser possível escolher pessoas, como se elas fossem desligadas de compromissos partidários, de alianças ou vínculos com certos grupos de poder. Ou então, definem suas preferências tendo em vista vantagens pessoais.
Quando as pessoas identificam política com politicagem, podem estar expressando o desalento a respeito do exercício do poder na esferapública. Os que pensam assim tendem a uma visão imobilista, por considerarem que as mudanças, mesmo quando acontecem, não alteram intrinsecamente o mundo humano (sempre existiram, e sempre existirão, ricos e pobres etc.). Outros assumem uma posição naturalista e determinista ao admitir que os fatos acontecem independentemente da vontade das pessoas. Ou, ao contrário, acomodam-se no paternalismo segundo oqual apenas “os grandes homens” teriam capacidade de mando e decisão. A nós, “seres comuns”, restaria obedecer sem discutir.
Com freqüência as pessoas sucumbem ao individualismo que reduz a complexidade das relações humanas à esfera dos negócios e da vida familiar, achando que basta a cada um cumprir as suas obrigações particulares. Mas, será que o mundo não vai além do jardim de cada um?Embora as frases do inicio deste capítulo expressem diferentes posições pessoais, elas têm algo em comum, ou seja, são indicativas de desinformação. Geralmente não se sabe o que é política, qual o significado humano da política, e em que medida o cidadão comum também é político. Talvez nem se suspeite de que todos nós estamos envolvidos totalmente pela política, mesmo quando não queremos ou não sabemosdisso.
1. Força e Poder
Em sentido bem amplo, todos nós temos poderes: poder de produzir, de consumir, de criar, de punir, de comandar; poder de seduzir, de agraciar... O menos poderoso dos indivíduos tem poderes, mesmo que secretos. Aliás, Freud percebeu com muita argúcia que certos doentes “indefesos” manipulam pessoas, mantendo-as na sua dependência.
No entanto, para que alguém exerça defato seu poder, precisa ter força. Convém lembrar que o conceito de força não significa necessariamente coerção ou violência, assim como o poder não indica exclusivamente dominação ou constrangimento.
Preciso de força física para carregar um pacote pesado. Se amo alguém, sou mobilizado pela força do seu charme, portando o amado exerce o poder de atração sobre o amante. Nas sociedadesdemocráticas os partidos têm poder de força quando demonstram ser capazes de mobilização social e de interferência em outros centros de poder.
As pessoas interagem por meio de forças criativas que atuam e movimentam as relações humanas. No parágrafo anterior nos referimos a três tipos de uso positivo de força: a física, a psíquica e a moral. Trata-se portanto de energias que nos possibilitam viver melhor eenfrentar as dificuldades da vida. E isso é dinâmico e vital.
Se o confronto de forças não é um mal em si, deveria ser normal as pessoas tolerarem as divergências, conviverem com as diferenças, aprenderem a trabalhar as conflitos. Sabemos, porém, que na maior parte das situações, as forças não estão equilibradas. Ao contrário, a força física com freqüência se transforma em coerção e portanto emviolência toda vez que visa o constrangimento de indivíduos ou grupos mais fracos, obrigados a agir conforme uma vontade exterior ou impedidos de atuar de acordo com sua própria intenção. As forças psíquicas e morais se convertem em imposição perversa quando, por meio da ideologia, grupos dominados são levados a pensar, sentir e querer da forma que interessa ao grupos dominante, a fim de que...
tracking img