Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1023 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Prof. Henrique Freire Soares

Fisiologia gastrointestinal
Secreção gástrica Secreção pancreática Secreção de bile Fisiologia da digestão

Secreção
• A secreção é a adição de líquido, enzimas e muco ao lúmen do trato gastrintestinal. • As secreções são produzidas por: • Glândulas salivares saliva • Células da mucosa gástrica secreção gástrica • Pâncreas exócrino secreção pancreática • Fígadobile
Prof. Henrique Freire Soares

1

As glândulas recebem inervação parassimpática e simpática: a produção de saliva é estimulada por ambos.

2

- Secreção gástrica
• Células da mucosa gástrica secretam o suco gástrico • Suco gástrico HCl, fator intrínseco, pepsinogênio, lipase e muco + Hormônios • HCl acidifica o conteúdo gástrico (pH ente 1 e 2) - Necessidade de FI - Necessidade daLipase - Necessidade de inativação da saliva - Necessidade de Pepsinogênio pepsina (protease) • Muco protege a mucosa gástrica e lubrifica o conteúdo gástrico Prof. Henrique Freire Soares

Muco Ácido Clorídrico Fator intrínseco Gastrina Pepsinogênio Lipase

Grelina
Figura – Glândula gástrica do corpo e/ou fundo do estômago

3

AcColina

Potenciação

4

Fase intestinal 10% dasecreção e é mediada pelos produtos finais da digestão protéica

Secreção gástrica
• Inibição da secreção de HCl • Alimento tampão para o H+

• Inibição fisiológica do idoso • pH a 1,5 • Inibe a secreção de gastrina • ↑ Secreção de somatostatina • ↑ Secreção de GIP

Inibem a secreção de gastrina
Prof. Henrique Freire Soares

5

Estímulo excessivo da secreção de HCl
Agente Agressor:Helicobacter pylori • Isolado em 1983 – gram (-) • Transmissão oral • 95% gastrites crônicas e 80% úlcera duodenal (UD) • Alta aderência • Baixa competição com microorganismos • Estímulo mucosa Oxíntica - ↑Hcl • ↑ permeabilidade – penetração de H+ - dig. Péptica • Produção de: Toxinas e Urease – sangramento e uréia em amônia – degradação do muco
Prof. Henrique Freire Soares

SECREÇÃO DUODENAL
• • •• SACARASE MALTASE LACTASE Α-DEXTRINAS SACAROSE MALTOSE LACTOSE MALTODEXTRINA

TCM

Prof. Henrique Freire Soares

6

Secreção pancreática
• Secreção do pâncreas exócrino
– Secreção consiste em dois componentes: • Componente aquoso rico em HCO3- neutralizar o H+ que chega ao duodeno e absorção de nutrientes • Componente enzimático digerir carboidratos, proteínas e lipídeos – Pâncreasexócrino possui inervação do sistema nervoso autônomo: • Parassimpático estimula secreção • Simpático inibe a secreção
Prof. Henrique Freire Soares

Secreção pancreática
• Secreção pancreática é divida em 3 fases:
– Fase cefálica
• Iniciada pelo gosto e cheiro do alimento e pelo condicionamento e mediada pelo vago, e produz principalmente secreção enzimática

– Fase gástrica
• Iniciada peladistensão do estômago, mediada pelo nervo vago, e produz principalmente secreção enzimática

– Fase intestinal
• Mais importante (80% da secreção pancreática) e produz tanto secreção enzimática, quanto aquosa
Prof. Henrique Freire Soares

7

Secreção pancreática
• Regulação da secreção pancreática (fase intestinal)
– Secreção aquosa rica em bicarbonato (neutralizadora) • H+ no duodenoestimula secreção de secretina (células S) receptores no pâncreas secreção aquosa • Os efeitos da secretina são potencializados tanto pela CCK, como pela ACh
Prof. Henrique Freire Soares

Secreção pancreática
• Regulação da secreção pancreática (fase intestinal)

- Secreção enzimática (digestiva)
• Pequenos peptídeos, aminoácidos e ácidos graxos estimulam secreção de CCK (células I)receptores no pâncreas Lipase, Colipase, tripsina, quimiotripsina, carboxipeptidase, amilase
• Estimulada por reflexos vago-vagais (ACh)
Prof. Henrique Freire Soares

8

Secreção biliar
• Bile ácidos biliares, pigmentos biliares, AA’S, colesterol, fosfolipídios, íons e água. • Emulsifica os lipídeos e solubiliza os produtos da digestão lipídica (digestão e absorção dos lipídeos no intestino...
tracking img