Filosofia e ciencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1452 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A Relação entre Filosofia e Ciência





Romes Augusto Mendes Filho

Josuelson da Silva Rocha





Resumo:



Teorias gerais e fundamento, através da busca incessante e dos questionamentos que levam a filosofia a estimular o aprendizado e a experimentação deteorias e atividades, muitos personagens importantes de diferentes áreas das ciências tem conseguido apresentar resultados satisfatórios para explicar fenômenos, definir conceitos e quebrar tabus. A relação entre a ciência a filosofia está no fato de que cientistas, pesquisadores e pensadores tem usado a muito tempo os dogmas da filosofia para desvendar mistérios e encontrar soluções para dúvidasque há muito tempo cercam a humanidade.



Palavras-chaves: Filosofia e ciência, época da filosofia grega, Teorias gerais e fundamentos




Lawrence Sklar:
Professor da Universidade William na Universidade de Michigan 
especialista em Filosofia da Física
Retirado de Philosophy of Physics, de Lawrence Sklar (Oxford University Press, 1992).





Introdução:

A demarcação dasciências naturais em relação à filosofia foi um processo longo e gradual no pensamento ocidental. Inicialmente, a investigação da natureza das coisas consistia numa mistura entre o que hoje seria visto como filosofia (considerações gerais das mais vastas sobre a natureza do ser e a natureza do nosso acesso cognitivo a ele) e o que hoje seria considerado como próprio das ciências particulares (aacumulação de factos da observação e a formulação de hipóteses teóricas gerais para os explicar). Se olharmos para os fragmentos que nos restam das obras dos filósofos pré-socráticos, encontraremos não só tentativas importantes e engenhosas para aplicar a razão a questões metafísicas e epistemológicas vastas, mas também as primeiras teorias físicas, simples mas extraordinariamente imaginativas,sobre a natureza da matéria e os seus aspectos mutáveis. . (Philosophy of Physics, de Lawrence Sklar)





Filosofia e ciencia:



À medida que as ciências particulares, como a física, a química e a biologia, foram aumentando em número, canalizando cada vez mais recursos e desenvolvendo metodologias altamente individualizadas, conseguiram descrever e explicar os aspectos fundamentais domundo em que vivemos. Dado o sucesso dos investigadores das ciências específicas particulares, há muito quem pergunte se ainda restará algo para os filósofos fazerem. Alguns filósofos pensam que existem áreas de investigação que são radicalmente diferentes das que pertencem às ciências particulares, como, por exemplo, a investigação sobre a natureza de Deus, sobre o "ser em si" ou sobre qualqueroutra coisa do género. Outros filósofos tentaram de várias maneiras encontrar uma área remanescente de investigação em filosofia que estivesse mais próxima dos desenvolvimentos mais recentes e sofisticados das ciências naturais.

Segundo uma perspectiva mais antiga, que foi perdendo popularidade ao longo dos séculos sem nunca desaparecer inteiramente, existe uma maneira de conhecer o mundo que nosseus fundamentos não precisa de depender da investigação observacional ou experimental própria do método das ciências particulares. Esta perspectiva foi influenciada parcialmente pela existência da lógica e matemática puras, cujas verdades firmemente estabelecidas não parecem depender, para que estejam garantidas, de qualquer base observacional ou experimental. De Platão e Aristóteles a Leibniz eaos outros racionalistas,







passando por Kant e pelos idealistas, e mesmo até ao presente, tem persistido a esperança de que, se fôssemos suficientemente inteligentes e perspicazes, poderíamos estabelecer um corpo de proposições que descreveriam o mundo e que, no entanto, seriam conhecidas com a mesma certeza com que dizemos conhecer as verdades da lógica e da matemática....
tracking img