Figuras da linguagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1135 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Observe a propaganda abaixo e indique quais são os elementos da comunicação e a função da linguagem.
[pic]
http://www.chargeonline.com.br/php/charges/pater.jpg

Emissor: aluno que fala coma professora.

Receptor: professora

Mensagem: se a senhora responder por mim ,eu te dou esta caixa de bombom.(corrupção).

Canal de Comunicação: a voz do aluno na charge, (sonoro).

Código:língua portuguesa (verbal).

Referente: sobre a prova oral ,tema o que é corrupção?

FUNÇÂO DA LINGUAGEM: apelativa



2 - Identifique a função da linguagem predominante:


a) Venha para a UNIGRAN também, pois você merece o melhor!!!!


RESPOSTA:APELATIVA








b) –Olá, tudo bem?
-Hum..hum... E você?
-Tudo maravilha.
- Eh...
-Então...

RESPOSTA: FUNÇÃO FÁTICA.




c) - O que é lassidão?
- Lassidão é frouxidão, cansaço, fadiga, quebrantamento.

RESPOSTA: FUNÇÃO METALINGUISTICA.



d) Grande evento acontecerá neste final de semana na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul:_Shows artísticos e campeonato esportivo.



RESPOSTA:FUNÇÃO REFERENCIAL.ATIVIDADES DA AULA 2


INTERPRETAÇÂO DE TEXTOS.

[pic]

A figura acima é parte de uma campanha publicitária.(Enem- Com Ciência Ambiental, n.o 10, abr./2007).


Questão 1

Essa campanha publicitária relaciona-se diretamente com a seguinte afirmativa:

RESPOSTA: LETRA “A”

O comércio ilícito da fauna silvestre, atividade de grande impacto, é uma ameaça para a biodiversidadenacional.




















TEXTOS

Texto I
O professor deve ser um guia seguro, muito senhor de sua língua; se outra for a orientação, vamos cair na “língua brasileira”, refúgio nefasto e confissão nojenta de ignorância do idioma pátrio, recurso vergonhoso de
homens de cultura falsa e de falso patriotismo. Como havemos de querer que respeitem a nossa nacionalidade sesomos os primeiros a descuidar daquilo que exprime e representa o idioma pátrio? ALMEIDA, N. M. Gramática metódica da língua portuguesa. Prefácio. São Paulo: Saraiva, 1999 (adaptado).

Texto II
Alguns leitores poderão achar que a linguagem desta Gramática se afasta do padrão estrito usual neste tipo de livro. Assim, o autor escreve tenho que reformular, e não tenho de reformular; pode-se colocardois constituintes, e não podem-se colocar dois constituintes; e assim por diante. Isso foi feito de caso pensado, com a preocupação de aproximar a linguagem da gramática do padrão atual brasileiro presente nos textos técnicos e jornalísticos de nossa época. REIS, N. Nota do editor. PERINI, M. A. Gramática descritiva do português. São Paulo: Ática, 1996.

Questão 2

RESPOSTA LETRA “E”

oprimeiro texto prega a rigidez gramatical no uso da língua, enquanto o segundo defende uma adequação da língua escrita ao padrão atual brasileiro.

TEXTO
QUANTO TEMPO DEMORA UM PROCESSO? (fragmento)
É lugar comum a afirmação de que a Justiça é lenta, de que os processos judiciais demoram excessivamente. Afirma-se isso a todo instante. Os meios de comunicação de massa (imprensa escrita, rádioe televisão) repetem a observação, sem qualquer ressalva, e contribuem para tornar a lentidão judicial uma “verdade”. Os que assim procedem, certamente justificados por grande número de casos morosos, não sabem que muitos processos têm andamento célere, terminam rapidamente, que, com freqüência,os procedimentos judiciais são, na prática, mais rápidos do que os da esfera administrativa, apesardas garantias de igualdade entre as partes, oportunidades para intervir, e tudo o mais. Por outro lado, há quem sustente que a grande maioria dos processos acaba razoavelmente depressa, e que somente pequena parte deles é morosa. Alega-se então que, precisamente porque minoria, os processos muito demorados constituem afastamento da regra geral e são curiosidades e, portanto, notícia. O debate...
tracking img