Fichamento: “a gerontologia como campo do conhecimento científico: conceito, interesses e projeto político” – shirley donizete prado e jane dutra sayd

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1953 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FICHAMENTO

“A gerontologia como campo do conhecimento científico: conceito, interesses e projeto político” – Shirley Donizete Prado e Jane Dutra Sayd



MARISA ALBUQUERQUE CORDEIRO






Ciência e Saúde Coletiva (pp.491 – 501).
PRADO, Shirley Donizete, e SAYD, Jane Dutra. A gerontologia como campo do conhecimento científico: conceito, interesses e projeto político. s/Ed., 2006.Introdução

“(...) deverá ser bastante longo o caminho que a gerontologia e a geriatria brasileiras têm a trilhar para que venham a se estabelecer como campos dinâmicos e consolidados da pesquisa.” (p.492)
“(...) Não há uma teoria unificadora sobre nada na velhice. Há mil modelos, muita gente falando a mesma coisa com termos diferentes, estes são obstáculos; no domínio científico, são os maissérios para a constituição da gerontologia como um corpo organizado de conhecimento.” (p.492)
“(...) se há problemas na formulação, na concepção do novo campo, os obstáculos serão superados pelo trabalho dos cientistas, que gradualmente desenvolverão os elementos que são, hoje, ainda embrionários.” (p. 492)
“(...) Tal inquietação nos levou a buscar outras perspectivas, através de autores queestudam e constroem teorias relativas à constituição de novos domínios científicos.” (p. 492)
“(...) a consolidação de um campo da ciência não dependeria apenas do mundo interno ao campo em formação, ou seja, da solidez do trabalho que os cientistas desenvolvem em seu interior. Estaria em questão o encontro com outros campos, de cujas confrontações resultariam novos limites e fronteiras.” (p.492)Envelhecimento e velhice
Gerontologia e geriatria

Conceitos e hierarquias entre domínios

“Buscando compreender aspectos relativos aos conceitos centrais de que tratam a geriatria e a gerontologia, encontramos em Groisman, importante revisão bibliográfica internacional sobre o tema e enérgica crítica às pretensões de cientificidade da geriatria e da gerontologia.” (p.493)
“(...) oenvelhecimento compreende os processos de transformação do organismo que ocorrem após a maturação sexual e que implicam a diminuição gradual da probabilidade de sobrevivência.” (p.493)
“(...) É a última fase do ciclo vital e é delimitada por eventos de natureza múltipla, incluindo, por exemplo, perdas psicomotoras, afastamento social, restrição em papéis sociais e especialização cognitiva.” (p.493)
“(...)Nada flutua mais do que os limites da velhice em termos de complexidade fisiológica, psicológica e social.” (p.493)
“(...) Para o caso da geriatria e da gerontologia, aquilo de que tratam parece que ainda não está suficientemente claro.” (p.493)
“(...) os problemas com o conceito de envelhecimento trazem para a geriatria e a gerontologia implicações diretas no estabelecimento de hierarquizaçãointerna a esses domínios.” (p.493)
“(...) a gerontologia designa o que corresponderia ao estudo do envelhecimento: em seu interior estão abrigadas a geriatria, voltada para a prevenção e o tratamento das doenças na velhice, e a gerontologia social, constituída de diversas áreas como psicologia, serviço social, direito, entre outras. (...)”(p.493)
“Groisman também assinala a divisão entregeriatras e gerontólogos, bastante presente na organização de eventos científicos da SBGG.” (p.493)
“(...) mais do que uma delimitação de domínios estabelecida como conseqüência de conceitos fundantes, a gerontologia (no sentido amplo) parece ter sua hierarquia interna estabelecida muito mais por influência das identidades profissionais.” (p.494)
“A frouxidão conceitual na gerontologia, anteriormenteassinalada em Sá, parece que também se manifestou nas suas relações com outros campos do conhecimento (...)”. (p.494)
“(...) Existem de fato uma teoria e uma metodologia próprias da gerontologia?” (p.494)
“Tanto em Sfez como em Featherstone & Hepworth (...) temos o envelhecimento tratado pela ciência e pela tecnologia por um outro ângulo, que se distingue radicalmente da gerontologia.” (p.495)...
tracking img