Fichamento a geografia da complexidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (433 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ (UFOPA)
LICENCIATURA INTEGRADA DE: HISTÓRIA E GEOGRAFIA
NÚCLE: ALENQUER
DISCIPLINA: HISTÓRIA DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO
PROFESSORA: DEZIE CARNEIRAACADÊMICA: ANA MARIA REPOLHO

FICHAMENTO

ALENQUER – PARÁ – BRASIL
ABRIL/2012

ANA MARIA REPOLHO

FICHAMENTO

Trabalho apresentado como requisito básico para a obtenção de nota parcial na disciplinaHistória do pensamento Geográfico ministrada pela professora Deize Carneiro.

ALENQUER – PARÁ – BRASIL
ABRIL/2012
FICHA DE CONTEÚDO

ANA MARIA REPOLHO

HENRIQUE. Luiz Ramos de Carvalho,Antônio José Teixeira Guerra: A Geografia da Complexidade: Aplicação das teorias da Auto-organização ao espaço Geográfico.

Ideia Central do Autor: A Complexidade do Espaço Geográfico.

1 – INTRODUÇÃOAs sociedades antigas e tribais lidavam com a incerteza por meio de rituais e de diálogos com deuses e forças invisíveis. Porém, mais do que nunca, nossa sociedade tem como meta a eliminação totaldas incertezas e o controle de todas as formas de concepção de natureza, seja a natureza humana, social ou natural (se é que ela ainda existe). A eliminação das incertezas, para nossa sociedade,tornou-se, nos últimos séculos, uma obsessão a partir da fé inconteste na tecnociêcia, envolta em uma aura redentora e que progressivamente será infalível, levando o homem à sociedade preconizada porBacon.(p. 127)
Assim, em sua inerente dialética, o que hoje conhecemos como ciência exata e como filosofia se interconectou, percorrendo caminhos históricos que muitas vezes abraçaram e asseguraram o podere o status quo a parcela da população, aproveitando-se do modo de produção capitalista que se associou diretamente às idéias cartesiano-newtonianas e baconianas, faceando assim a construção depatamares funcionais e sociais que auxiliaram o lucro e a segregação de classes e países. (p. 127 e 128)
*Dentro da mesma linha de percepção do real, aparentemente não apenas a economia e as outras...
tracking img