Fichamento. as identidades do brasil de varnhagen a fhc.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3715 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Reis josé Carlos.As identidades do Brasil de Varnhagen a FHC.9ªedição. Rio de Janeiro.Editora FGV,2007.

Anos 1930: Sérgio Buarque de Holanda - A superação das raízes ibéricas

S.B. Holanda: ‘’Um intelectual Feliz”

Nascido em 1902 em São Paulo, Sérgio Buarque de Holanda apreciava a leitura e a escrita, escrevia prosa e verso, tocava piano, compunha valsas e gostava de dançar. Críticoliterário e jornalista, viajou pela Europa inúmeras vezes.(p115).
Filho de funcionário público, S.B. de Holanda tornou-se também funcionário público: professor da Escola de Sociologia e Política de 1947 a 1955, e da Universidade de São Paulo, de 1958 a 1969. Escreveu vários livros importantes como Caminhos e Fronteiras (1957) e Visão do paraíso (1959), dirigiu e escreveu para os primeiros volumesda coleção História Geral da Civilização Brasileira (1960-72) além de publicar inúmeros de artigos em jornais e revistas especializadas. Ministrou cursos e palestras em vários países além de pesquisar nos arquivos de Portugal, do Vaticano, Nova York, Paris e outros, tendo assim uma vida intelectual intensa, gozando de enorme prestígio intelectual no Brasil, onde jamais sofreu perseguições graves,exclusões, nem nos anos 1960, sendo sempre protegido e exaltado pelos seus amigos da USP. Holanda parece ter sido um ‘’intelectual infeliz, pode fazer tudo o que pretendeu, obteve recursos necessários, publicou obras muito importantes que não criaram polêmicas e tensões graves, e é sempre lembrado como o modelo de historiador brasileiro (p 116).
Dado à vida boêmia e a indisciplinada, Holandamorreu em 1982 como um cidadão brasileiro intelectualizado que queria entender o Brasil como sociedade. Para o autor esta formação social não se explica expondo o sentido histórico do nosso país sugerindo que o conhecimento do passado deve estar ligado aos problemas do presente, tentando compreender e explicar o Brasil e o brasileiro, ou seja, compreender a formação como sociedade, tanto nadimensão política como nas dimensões do capitalismo.

S. B. Holanda e os Anos 1930

Os anos de 1930 foram tempos de debate político, de radicalização ideológica e política. Nesta época todos os intelectuais buscavam compreender Brasil e interferir na produção do seu futuro, onde discutia-se a identidade nacional brasileira, os obstáculos ao seu desenvolvimento e progresso e as formas de venceraquele momento de decadência. Revolução de 1930 passou a investir em educação superior para a formação de quadros e debates mais aprofundados do Brasil. Influenciado pelas universidades a história se aproximou das ciências sociais, querendo pesquisar a ‘’realidade brasileira’’ em seu aspecto econômico - social - mental e não só político, refletindo essas mudanças no conhecimento histórico de umasociedade mais complexa constituída por novos e atuantes sujeitos sociais. Acontecia na época a transição de uma sociedade baseada na economia agropecuária para uma sociedade capitalista industrial tendo como protagonistas a burguesia, o proletariado e a classe média. "A revolução de 30 não conseguiu romper com a organização social vigente, porém, abalou e pôs em xeque a validade das interpretaçõesdo Brasil produzidas quando ela ainda era incontestável" (Ianni, 1989 e 1994; Mota, 1978). Apesar de que já alguns autores como Capistrano e sua geração já contestavam essas interpretações (p.117).
Os pensamentos dos autores baseadas em teorias importadas, americanas e européias como Simmel, Weber, Franz Boas e Marx, aproximavam-se mais à realidade brasileira, abordando o Brasil sem complexos,sem ceticismo, mostrando suas desigualdades regionais, heterogeneidade étnica, heranças do escravismo, imigração, peso das oligarquias, predomínio do privatismo sobre a vida pública, personalismo nos partidos políticos, conquista da Cidadania (Ianni, 1989 e 1994). Assim como S.B. Holanda, os autores da época, acreditavam que Brasil precisava passar por mudanças e libertar-se das mãos dos seus...
tracking img