Fibra otica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 44 (10985 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade Eniac
Tecnologia de Redes de Computadores
Klebio Jean da Silva Fernandes














TCC - Trabalho de Conclusão de Curso
A evolução da Fibra Óptica




Guarulhos
2010
A evolução da Fibra Ótica - Pesquisa-Tecnológica.

























Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Eniac, comorequisito parcial para a obtenção do título de graduação tecnológica em Tecnologia de Redes de Computadores.


Orientador: Prof. Esp. Jacques Miranda




Guarulhos
2010



























Dedico esta monografia aos meus familiares, em especial a minha mãe, presente de Deus em minha vida, etodos aqueles que direta ou indiretamente me apoiaram para concluir mais esta etapa em minha vida.































Agradeço primeiramente a Deus, meu refúgio e fortaleza, aos meus familiares que sempre tiveram presente a mais essa etapa de minha vida. Principalmente a minha Querida Mãe.O sucesso é um professor perverso. Ele seduz as pessoas inteligentes e as faz pensar que jamais vão cair


Bill Gates


ÍNDICE1. Introdução
2. História
3. 2.1 Histórias da Fibra Óptica Mundial
4. 2.2 Histórias da Fibra Óptica no Brasil
5. Regulamentação
6. 3.1 Normas Técnicas
7. 3.1.1 Normas para Cabeamento Estruturado Fibra Óptica
8. Introdução sobre ondas
9. 4.1 Reflexão e Refração
10. 4.2 Leis de Snell
4.3 Estruturas da fibra óptica
4.4 Tipos de fibra Óptica
4.4.1 Fibras Multimodo (MMF MultimodeFiber)
4.4.1.1 Multimodo de Índice Degrau
4.4.1.2 Multimodo de Índice Gradual
4.4.2 Fibras Monomodo (SMF Single Mode Fiber)
4.2 Reflexões Internam Total
Fabricação da Fibra Óptica
5.1.1 - Fabricação de uma preforma de vidro
5.1.1.1 PVCD (Plasma Chemical Vapour Deposition)
5.1.1.2 OVD (Outside Vapour Deposition)
5.1.1.3 VAD (Vapour Axial Deposition)
5.1.2 Puxamento de uma preforma em umatorre de puxamento
5.1.3 Testes das fibras puxadas
Emendas Ópticas
6.1 Processos de Emenda
6.1.1 Limpeza
6.1.2 Decapagem
6.1.3 Clivagem
6.2 Atenuações em Emendas Ópticas
6.2.1 Fatores Intrínsecos
6.2.2 Fatores Refletores
6.3 Tipos de Emendas Ópticas
6.3.1 Emenda por Fusão
6.4 Emendas Ópticas Mecânica
6.5 Emendas Ópticas por Conectorização
6.6 Perdas por Atenuações
6.6.1 EmendasÓpticas
6.6.2 Conectores
Atenuação
7.1 Absorção
7.1.2 Absorção do íon OH¯
7.1.3 Absorção Mecânica
7.2 Espalhamento
7.3 Propriedades das Fibras Óticas
7.3.1 Imunidade a Interferências
7.3.2 Ausência de diafonia
7.3.3 Isolação elétrica
7.4 Dispersão
7.1.1 Absorção material
7.1.2 Absorção do íon OH¯
7.1.3 Absorção Mecânica
7.2 Espalhamento
7.3.1 Imunidade a Interferências
7.4.2.2Disperção de guia de onda
7.3.2 Ausência de diafonia
7.3.3 Isolação elétrica
7.4 Dispersão
7.4.2.1 Disperção Material
7.4.2 Disperção Cromática
7.4.1 Dispersão Modal
7.3 Propriedades das Fibras Óticas
7.3.1 Imunidade a Interferências
7.3.2 Ausência de diafonia
7.3.3 Isolação elétrica
7.4 Dispersão
7.4.1 Dispersão Moda

7.4.2.2 Disperção de guia de onda
Imunidades a interferências e ao ruído8.2 Perdas de transmissão muito baixa
8.1 Bandas passantes potencialmente enormes

Atualidades
10.14 Aplicações Específicas
10.10 Redes Locais de Computadores
Referências Bibliográficas
11.1 Mercados Brasileiros
11.2 Aplicações futuras
Conclusão
8.4 Isolações elétricas
8.5 Pequeno tamanho e peso
8.6 Seguranças da informação e do sistema
8.7 Custos potencialmente baixos
8.8 Alta...
tracking img