Fesagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2901 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE MANUTENSÃO INDUSTRIAL
(ELECTROMECÂNICA)

Ano lectivo de 2011/2012






















Isabel Marques








FRESAGEM


A fresagem ou fresamento é uma operação caracterizada por o arranque de apara ser realizado por uma ferramenta rotativa (fresa). A fresa é uma ferramenta múltipla, constituída por um cilindro, no qual seabrem vários dentes com o formato de uma ferramenta simples. Devido ao movimento da ferramenta (mov. de corte), conjugado com o movimento de translação da peça (mov. de avanço), resulta o arranque do material que vai surgindo na frente dos gumes da ferramenta.


Uma das principais vantagens desta operação, é o facto de ser praticamente contínua e, no entanto, os vários cortes da ferramentatrabalham apenas durante uma parte da sua rotação, arrefecendo durante a outra parte. Deste modo, é possível trabalhar com maiores velocidades de corte e, consequentemente, obter maiores rendimentos usando este tipo de maquinagem.

Se bem que os diversos gumes de corte da fresa não trabalhem continuamente, a operação pode considerar-se contínua, pois quando um gume está a terminar o arranque daapara, já outro ou outros, (dependendo do passo dos dentes da fresa) estão a iniciar o corte.


Neste tipo de maquinagem pode realizar-se uma grande variedade de trabalhos de aplainamento, rasgos, perfis, engrenagens, etc..






Nestes trabalhos, a fresa pode cortar o material essencialmente de dois modos: fresamento cilíndrico e fresamento frontal. No fresado cilíndrico, a ferramentatem apenas gumes de corte na sua periferia e no fresado frontal, a fresa tem gumes na periferia e no topo do cilindro que a constitui.









Fresamento cilíndrico Fresamento frontal


Quanto aos movimentos relativos da peça e da fresa no fresamento cilíndrico, estes podem ter o mesmo sentido ou sentidos opostos. No primeiro caso diz-se que o fresamento é em concordância ouparalelo. No segundo caso, diz-se que é em oposição (figuras abaixo).


Fresamento paralelo Fresamento em oposição


O processo quase exclusivamente utilizado é o fresamento em oposição. Neste caso o gume de corte aumenta progressivamente o esforço de arranque da apara, (o que produz menos trepidação). Tem no entanto, como desvantagens o facto de provocar um certoatrito contra a superfície já trabalhada (o que lhe provoca uma ligeira ondulação) e o arranque da apara produzir uma força que tende a levantar a peça do seu meio de sujeição.


No fresamento paralelo, o gume começa por arrancar a secção máxima da apara, (o que provoca maior trepidação). Tem como vantagens o facto de não existir atrito contra a superfície trabalhada (menos ondulação) e a forçade arranque da apara tender a apertar a peça contra o seu meio de sujeição, pelo que este processo está indicado para trabalhar peças de pequena espessura



Tipos de Fresas





Fresas de Disco





Fresas de forma






Fresas de haste








Fresas cilíndricas


Passo da fresa












O número de gumes cortantes na periferia daferramenta define o seu passo. Este passo e os ângulos característicos dos gumes cortantes, adequam a ferramenta para o corte dos diferentes materiais. De um modo geral, as fresas de pequeno passo (a) (muitos gumes de corte), são adequadas para o corte de materiais duros e as de grande passo (c) (poucos gumes de corte), são adequadas para o corte de materiais macios.




A título indicativo,fornece-se a seguir uma tabela de velocidades de corte aproximadas, a utilizar nas operações de fresamento, em função do material de construção da ferramenta e dos vários materiais a cortar. ( Não dispensa a consulta das indicações fornecidas pelo fabricante da ferramenta de corte)


Parâmetros de Corte

Como em todas as máquinas-ferramentas, os parâmetros de corte na fresadora são, o...
tracking img