Fernando pessoa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (825 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Fernando Pessoa |
Recuperação módulo 9 |
|
Beatriz Fernandes
12/02/2013 |

|

Ela canta, Pobre Ceifeira

Ela canta, pobre ceifeira,
Julgando-se feliz talvez;
Canta, e ceifa, e asua voz, cheia
De alegre e anônima viuvez,

Ondula como um canto de ave
No ar limpo como um limiar,
E há curvas no enredo suave
Do som que ela tem a cantar.

Ouvi-la alegra e entristece,
Nasua voz há o campo e a lida,
E canta como se tivesse
Mais razões pra cantar que a vida.

Ah, canta, canta sem razão!
O que em mim sente ‘stá pensando.
Derrama no meu coração a tua incerta vozondeando!

Ah, poder ser tu, sendo eu!
Ter a tua alegre inconsciência,
E a consciência disso! Ó céu!
Ó campo! Ó canção! A ciência

Pesa tanto e a vida é tão breve!
Entrai por mim dentro!
TornaiMinha alma a vossa sombra leve!
Depois, levando-me, passai!

Fernando Pessoa
Análise do Poema

Estepoema é constituído por seis quadras, com versos octossílabos e em rima cruzada (ABAB) , sendo de salientar a existência de irregularidades como por exemplo a rima toante : “ ceifeira” e “ cheia” e arima forçada entre “ eu” e céu “
.O tema do texto é a dor de pensar , de ser racional do qual derivam outras temáticas tao caras ao ortónimo:
* A efemeridade da vida;
* O tédio existencial;* A dispersão e o aniquilamento finais
O poema divide-se em duas partes: nas três primeiras estrofes é focalizada a descrição da ceifeira e o seu canto, o sujeito poético vislumbra uma ceifeira acantar aparentemente feliz, serena e inocente, no entanto, em simultâneo, a descrição é marcada por aspetos negativos como por exemplo: ela é “pobre”, isto é uma mulher infeliz “ coitada”, e a sua vozencontra-se banhada em dor e amargura ( “ e a sua voz cheia/De alegre e enorme viuvez”) , assim o canto da ceifeira exprime sentimentos eufóricos, que na perspetiva do sujeito poético revelam...
tracking img