Fernando pessoa e seu heteronimos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2156 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Português

Modernismo em Portugal
Fernando Pessoa e seus Heterônimos

Nome: Jaqueline Machado Silva Nº:10 Série: 3º B

Modernismo português

       O movimento artístico chamado Modernismo, em Portugal, deu seus primeiros passos em 1910, numa época de transição e de instabilidade política naquele país com a mudança do regime monárquico para o regime republicano. Porém, o ponto alto deinício desse movimento deu-se em 1915, com a publicação da revista Orpheu, que tinha entre seus escritores Mário de Sá Carneiro, Fernando Pessoa, Luís de Montalvor, Almada Negueiros e até o brasileiro Ronald de Carvalho, todos com o objetivo de revolucionar e de atualizar a cultura portuguesa no cenário europeu.
       Apresentando semelhança com o modernismo brasileiro no que se refere,principalmente, à literatura, o movimento, em Portugal, surgiu com uma poesia alucinada, provocadora, irritante, com o intuito maior de desestabilizar a ordem política, social e econômica reinante na época. Também influenciada pelo contexto mundial daquele período – 1ª Guerra Mundial (1914), Revolução Russa (1919), EUA assumindo a alcunha de maior potência do mundo – e acompanhando as tendências de vanguardaque nasciam pela Europa, a temática artística apresentava-se com veias de inconformismo, de instabilidade, com o desejo de romper com o passado, de aderir a idéias futuristas, dando maior vida – e visibilidade – ao país. A Europa como um todo vivia um momento de efervescência cultural: a realidade reinterpretada pelos artistas, a crítica aos costumes ultrapassados e a ânsia em aderir e emacompanhar os avanços tecnológicos que rompiam com conceitos já estabilizados, porém atrasados.
       Tanto que, na literatura, a idéia futurista foi a mais explorada pelos escritores. O manifesto técnico da literatura futurista pregava, assim como no modernismo brasileiro, a destruição da sintaxe, o uso de símbolos matemáticos musicais e o menosprezo por adjetivos, advérbios e pontuação.
Ainda,alguns críticos literários apresentam três fases para o modernismo português:
- 1ª fase, orfeísmo, escritores responsáveis pela revista Orpheu, e por trazer Portugal de volta às discussões culturais na Europa;
- 2ª fase, presencismo, integrada por aqueles que ficaram de fora do orfeísmo, que fundaram a revista Presença e que buscavam, sem romper com as idéias da geração anterior, aprofundar emPortugal a discussão sobre teoria da literatura e sobre novas formas de expressão que continuavam surgindo pelo mundo;
- 3ª fase, neo-realismo, movimento que combateu o fascismo, e que defendeu uma literatura como crítica/denúncia social, combativa, reformadora, a serviço da sociedade – extremamente próxima do realismo no Brasil, daí advindo a nomenclatura “neo-realismo”, um novo realismo para“alertar” as pessoas e tirá-las da passividade.
Foi da primeira fase que participou um dos maiores poetas da história de Portugal, o que melhor soube apresentar em versos os íntimos da contradição de ser humano.
 

Fernando Pessoa – “ele mesmo” – o ortônimo
Fernando Antônio Nogueira Pessoa – Fernando Pessoa – participou da primeira geração do modernismo português e foi considerado, junto a Camões, omaior poeta de Portugal.
       Nascido no dia 13 junho de 1888, em Lisboa, Pessoa teve uma infância tumultuada, perdendo o pai aos cinco anos. Viajou com a mãe e o padrasto para a África do Sul, ainda quando criança, vivendo por lá até boa parte de sua adolescência, inclusive tendo ingressado na Universidade de Cabo.
       Retornou a Portugal onde ainda cursou Letras por um tempo. Trabalhoudurante boa parte da vida como tradutor de cartas comerciais para empresas estrangeiras, e publicou apenas dois livros enquanto vivo: “35 sonnets” (livro de poemas, em inglês) e “Mensagem”, a obra mais conhecida dele, na qual apresenta o glorioso passado de Portugal e tenta encontrar um sentido para a antiga grandeza e a decadência existente no seu país na época em que o livro foi escrito. Um...
tracking img