Feixe de eletrons

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (345 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ARY DE SOUZA BRUNO LUCINDA EDUARDO HENRIQUE FREDERICO CRESPO

Introdução


Método desenvolvido em meados dos anos 50. Necessidade de um método isento de oxidação.
Pioneiro: Steigerwald em1947







O mesmo conceito perdura até hoje.

Generalidades


Consiste em um feixe altamente acelerados.

de

elétrons



A energia cinética transforma-se em calor, aquecendoou vaporizando o material.
Densidade de potência: 150 KW/ mm²





Utilização do vácuo para evitar dispersão do feixe.

Fundamentos


Mecânismo de penetração
 Aplicação de umcanhão de 100 KW  Um elétron pode penetrar 10 μm.

 Segundo elétron: 1 milésimo de segundo


Condição de usinagem depende da peça e operação.



Duas camâras de vácuo:
 Utiliza-se alto vácuopara geração do feixe.  Vácuo menor na camâra de trabalho.



Comunicação bloqueada entre camâras. Camâra de trabalho com as menores dimensões possíveis. Produzão de raio X devido a geração decalor e impacto dos eletrons.







Energia requerida para vaporização
 Razão de remoção do material

G = η . P/W
 Energia específica para vaporização

W = C (Tm – 20ºC) + C (Tb –Tm) + Hf + Vv

Funcionamento

Características Gerais


Energia cinética dos elétrons – 75% da velocidade da luz. Energia térmica para fusão ou vaporização de qualquer material.
Camâra devácuo – 1Pa (10 – 2 mBar)







Densidade de 108 W/m²



Processo pulsado (1 kHz)
Cobre–junta orgânico. de material sintético ou





Tolerâncias da ordem de 5% ou 0,03mm.Diâmetros de 0.1 a 1.4 mm em espessuras de até 10 mm



Vantagens


Furos e rasgos muito pequenos, com alta precisão em curto tempo. Capacidade material. de usinagem de qualquer



Furos e rasgos profundos, não executáveis em outros processos. Soldagem de alta pureza.





Ausência de contato mecânico
Não utiliza gases ou material radiotivo, somente energia...
tracking img