Fechamento de diastemas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6427 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 Introdução


A busca por um sorriso saudável e harmônico tem se tornado um desejo constante da população atual e ganhado cada vez mais valor na sociedade, sendo um fator imprescindível para se ter uma boa aparência. Desta forma, a estética passa a ser incorporada nos tratamentos convencionais dos cirurgiões-dentistas, antes voltado apenas para a eliminação das doenças orais.
Cada vez maisa mídia aumenta o acesso da população aos possíveis tratamentos existentes voltados para a cosmética dental, aumentando com isso a exigência dos pacientes em relação ao resultado do tratamento, principalmente nos aspectos relacionados à cor do dente, textura, forma e posição. Assim, representa um grande desafio para os profissionais da odontologia harmonizar os aspectos estéticos do sorriso,atendendo aos anseios do paciente. Os cirurgiões-dentistas devem estar atentos aos princípios biomecânicos que regem estética e funcionalmente a reabilitação oral dos pacientes.
Dentre os problemas estéticos que levam o paciente a buscar tratamento odontológico, o diastema na região anterior da maxila se encontra entre as principais causas (Castro et al., 2010). Diastema é uma anomalia de etiologiamúltipla, que pode ser separada em duas classes, a primeira de origem hereditária, como falta congênita de dentes; discrepância de tamanho da mandíbula; dentes supranumerários e freio labial hipertrofiado, e a segunda classe abrange os problemas de desenvolvimento, como hábitos para-funcionais; doença periodontal; perda de dente e colapso de mordida posterior. (Bhoyar, 2011) Um bom diagnósticodiferencial da etiologia é determinado pela avaliação de vários fatores e de extrema importância para se estabelecer o plano de tratamento adequado.
De acordo com as características do diastema em cada caso clínico, o profissional deverá saber qual a abordagem mais vantajosa para determinar o procedimento a ser empregado. Para isto, é necessário o conhecimento técnico-científico multidisciplinardas áreas de Dentística, Ortodontia, Prótese dentária, Periodontia e Cirurgia, para que se estabeleça o melhor plano de tratamento possível para o caso em questão. São várias as opções possíveis, entre elas cita-se: tratamento com aparelho ortodôntico, cirurgia oral menor, facetas laminadas em cerâmica, coroas de porcelana e facetas diretas de resina composta (Orlando et al., 2002).
Quanto aosprocedimentos restauradores, muitas terapias inovadoras têm sido propostas. O progresso científico dos materiais (resinas compostas, sistemas adesivos, cerâmicas odontológicas e cimentos resinosos) proporciona uma conseqüente evolução dos resultados propostos por esta modalidade de tratamento. Estes novos materiais estéticos possuem: maior semelhança à cor natural dos dentes; excelentes propriedadesmecânicas e físicas que vêm aumentando gradativamente a facilidade na execução da técnica e longevidade das restaurações; e a possibilidade de preparos cada vez mais conservadores que tornam o procedimento menos invasivo.
Além da capacidade de realizar um bom diagnóstico e um bom plano de tratamento, é imprescindível que o cirurgião-dentista tenha um elevado conhecimento técnico-científico,destreza manual e acesso aos materiais restauradores adequados, para se chegar ao sucesso clínico almejado tanto por ele, quanto pelo paciente.
















2 Proposição


O presente trabalho tem por objetivo, através de uma revisão de literatura, discutir as principais técnicas para fechamento de diastema anterior, através de uma abordagem pela Dentística Restauradora.3 Revisão de literatura


3.1 Diastema


3.1.1 Conceito


Orlando et al. (2002) definem o diastema como sendo o espaço entre dois elementos dentais ou a ausência de contato entre dois ou mais dentes consecutivos, ocorrendo em qualquer lugar na arcada superior ou inferior, mas principalmente entre os incisivos centrais superiores, sendo...
tracking img