Famlia-escola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2695 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A Importância da Relação Escola-Família
Relação Escola-Família

A Importância da Relação Escola-Família
Relação Escola-Família

Como é que os pais se devem envolver no processo educativo dos filhos?
Qual a importância da relação entre a escola e a família no processo de desenvolvimento do educando?

O Decreto-Lei nº 30/2002 de 20 de Dezembro atribui um papel especial aos pais eencarregados de educação havendo uma co-responsabilização com escola:

• Acompanhar activamente a vida escolar do seu educando;
• Articular a educação na família com o ensino escolar;
• Procurar que o seu educado beneficie dos seus direitos e cumpra os seus deveres, como a assiduidade, o correcto comportamento escolar e o empenho no processo da aprendizagem;
• Participar na vida da escola e doprojecto educativo;
• Colaborar no processo de ensino e de aprendizagem dos seus educandos;
• Contribuir para a preservação da disciplina na escola;
• Integrar activamente a comunidade educativa, informando-se e informando os aspectos relevantes do processo educativo do seu educando;
• Comparecer na escolar sempre que julgue necessário e quando for solicitado.

Quando a escola se aproxima dafamília e a família do processo educativo do aluno há uma aproximação positiva que resulta num maior desempenho académico dos alunos, por outro lado, quando há um baixo envolvimento parental na escola poderá haver um risco para o abandono e para o fracasso escolar. A interacção das famílias e da escola no processo educativo do aluno tem efeitos no seu desempenho escolar.

Para os alunos também hábenefícios quando os pais se interessam pela sua escolaridade, têm uma maior motivação e como tal desenvolvem atitudes positivas em relação à aprendizagem, dando origem ao sucesso académico e pessoal. As potencialidades são transformadas em capacidades.

O desenvolvimento da criança está inevitavelmente ligado à escola e à família. Considerando que cada pessoa é autora e participante da suahistória de vida, escola e família devem fomentar uma educação para a liberdade baseada na promoção da construção do projecto pessoal de vida de cada criança/jovem e facilitar as capacidades de cada um tendo em conta a sua individualidade.

Quando falamos de liberdade de cada pessoa, centramo-nos em quatro dimensões (Diez, 1989):

• Determinar para si mesmo a identidade que a vai definir comopessoa, não quanto à sua essência, porque essa é-lhe natural, mas quanto à sua maneira de ser, que é, em última análise, a sua educação.

• Escolha pessoal de valores, ninguém tem o direito de escolher por outro o que ele entende que é importante para si próprio.

• Escolher o estado de vida, ou seja, as decisões estritamente pessoais e intransferíveis (por exemplo: optar pelo casamento, escolher apessoa que vai ser a companheira de vida, preferir a vida religiosa).

• Actividade profissional, a profissão é, para além de um compromisso com os outros, um modo do Homem perdurar nas suas criações. O trabalho é mais uma forma de identificação da pessoa, e por isso, deve ser da sua escolha.
Apesar de estarmos perante quatro situações que podem reflectir os direitos de cada aluno à sualiberdade enquanto pessoas, não significa por isso que não devam contar com as outras pessoas que estão envolvidas na sua decisão. Somos seres com identidade própria, mas vocacionados para a relação com os outros.
Assim, destacamos que educar as crianças/jovens para que sejam livres não equivale a deixá-los desprovidos de um sistema de valores, nem de um conjunto de hábitos, nem no vazio da sua própriaresponsabilidade, quando não têm capacidade para assumi-la. Mas não pode ser igualmente predeterminá-la tornando-a incapaz de optar pessoalmente face aos diversos caminhos que a vida lhe abre.

Acção dos pais e da escola: uma acção comum

A parte que compete aos pais na educação da liberdade assume o contraste entre momentos de autoridade e de diálogo.
Quando falamos em autoridade, é no...
tracking img