Externalidades (exemplo: fabrica de cimento)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1185 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EXTERNALIDADES
(FÁBRICA DE CIMENTO)

1 INTRODUÇÃO
O objetivo deste trabalho é apresentar um breve conceito sobre externalidades. Como também mostrar sua aplicação, utilizando como exemplo uma fábrica de cimento. Considerando os benefícios e malefícios que envolvem esta atividade, e os custos gerados para os fabricantes e a sociedade como um todo.

2 EXTERNALIDADES
O Princípio daExternalidade sugere que os custos ou benefícios da produção de alguns bens atingem pessoas ou organizações que não estão envolvidas no processo de decisão de produção ou consumo desses bens. Os custos ou benefícios relativos à produção ou ao consumo de determinados bens não são restritos à pessoa ou à organização que os está produzindo ou consumindo.

A externalidade pode ser positiva e/ ou negativa.Ambas serão apresentadas a seguir:
Positiva:
Ocorre quando a produção ou consumo de um bem gera benefícios que não são restritos ao produtor ou consumidor.
Exemplos:
• uma contribuição para a televisão pública beneficia aqueles que não contribuíram;
• uma nova descoberta científica que trata uma doença muito comum;
• pessoas com maior grau de escolaridade se tornam melhores trabalhadores ecidadãos, o que beneficia as pessoas à sua volta.

Negativa:
Ocorre quando a produção ou consumo de um bem gera custos que não são restritos ao produtor ou consumidor.
Por exemplo:
• poluição do ar
• poluição da água
• poluição sonora
• depleção da camada de ozônio
2.1 EXTERNALIDADES DE UMA FÁBRICA DE CIMENTO
Como externalidade negativa pode-se considerar que a indústria do cimentoapresenta elevado potencial poluidor. Em todas as etapas do processo.
Os níveis e as características das emissões dos poluentes dependem das características tecnológicas e operacionais do processo industrial, em especial, dos fornos rotativos de clínquer, da composição química e mineralógica das matérias-primas, e da composição química dos combustíveis empregados; da marcha operacional dos fornos declínquer; e da eficiência dos sistemas de controle de emissão de poluentes instalados.
Segundo Albert Freitas, considera-se como principais critérios para avaliação do risco associado a um processo produtivo, os tipos e os volumes das substâncias e materiais manipulados, produzidos e em uso.
Devido às características do processo tecnológico e às propriedades físico-químicas e toxicológicas dasmatérias-primas e insumos empregados na fabricação do cimento, do clínquer e do próprio cimento, as plantas cimenteiras apresentam riscos para a saúde dos trabalhadores, para a saúde pública e para o meio ambiente, associados, principalmente, à exposição ao material pulverulento que permeia toda a cadeia de produção e às emissões de substâncias poluentes, que ocorrem de forma continuada, e mesmo emconcentrações reduzidas, caracterizam o risco crônico.
De forma sintética, podemos associar os riscos às seguintes etapas da cadeia de fabricação e uso do cimento:
1. Geração, manipulação, embalagem e transporte do resíduo, da fonte geradora até a porta da fábrica de cimento ou para a unidade de preparação de blends;
2. Preparação dos resíduos e blends;
3. Fabricação e despacho do cimento;4. Utilização do cimento;
As estatísticas sócio-econômicas mostram que o maior consumo de cimento se dá no mercado varejista, por meio do pequeno consumidor. São milhões de pessoas, potencializando os riscos de contaminação pelo uso do cimento que incorporou materiais tóxicos.
Outra fonte de riscos está associada à manipulação e à utilização do cimento em outras instalações industriais, tal comoas fábricas pré-moldados. O cimento é um produto cáustico, higroscópio e, portanto, perigoso. As rotas de exposição ao cimento incluem a via dérmica, responsável pelo desenvolvimento de dermatites alérgicas, que são a maior causa de afastamento do trabalho dos operários da construção civil, além da via oral – com desenvolvimento de câncer de estômago – e da via respiratória.
A poluição também...
tracking img