Exatidao de medidas volumetricas e calibracao de vidrarias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1308 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Experimento I: Exatidão de Medidas Volumétricas e Calibração de Vidrarias
Data: 14/09/2010

Objetivos: Coletar dados quantitativos e interpretar os erros envolvidos em observações quantitativas;
Avaliar as precisões de distintos equipamentos de medida;
Calibrar vidrarias de medidas de volume.

Fundamentação: Identificar possíveis erros aleatórios(que ocorrem devido a flutuações estocásticas) que determinam a precisão do processo de medida e identificar também possíveis erros sistemáticos (que ocorrem devido a diferença entre a media das medidas e o valor real da propriedade) que determinam a exatidão da medida. Iremos utilizar equipamentos de grande precisão e exatidão (balança analitica) e compara-los com outros menos precisos e exatosrealizando medições e calculando o volume exato (por medida de massa de água) de vidrarias como a bureta, pipeta, proveta e béquer.

Procedimento:
Parte A:
Verificamos se os equipamentos utilizados estavam todos limpos, secos e sem defeitos e prontos para o uso e fizemos a identificação de cada Erlenmeyers para que cada um fosse usado de maneira correta com sua rolhacorrespondente, conforme o roteiro dado, para obter melhores resultados.
Pesamos os frascos com as rolhas correspondentes em uma balança analítica utilizando papel para segurar os frascos para não transferir gordura das mãos para os mesmos (o que pode alterar os resultados) e anotamos as medidas.
Montamos bureta no suporte apropriado e enchemos a mesma com água destilada ate amarca zero, observando para que não houvessem bolhas de ar retidas na região próxima a torneira e anotamos a medida da leitura inicial.
Transferimos aproximadamente 25 mL da água contida na bureta ao frasco 1, esperamos cerca de 30 segundos para obter a medida exata e então lemos o volume final, anotando-o.
Utilizando a pipeta volumétrica de 25 mL transferimos, com o auxílio de umpipetador, 25 mL de água destilada ao frasco 2, tampando-o em seguida com a rolha correspondente.
Repetimos o procedimento anterior utilizando a pipeta graduada de 10 mL, transferindo 25 mL (em três etapas) de água para o frasco 3 (obs: o frasco 3 é o mesmo frasco 1 que foi esvaziado seco e pesado novamente após ter sido pesado com seu volume final no experimento do frasco 1).Anotamos a temperatura ambiente que foi de 26 graus.
Pesamos os frascos com as rolhas correspondentes, com a mesma balança utilizada anteriormente, anotando os novos valores.
Repetimos o procedimento por mais duas vezes com a pipeta volumétrica, utilizando os frascos 1 e 3, que foram esvaziados, secos e pesados novamente e anotamos os resultados.

Parte B:Descartamos a água da proveta, deixando-a escorrer por cerca de 10 segundos.
Completamos o volume da bureta com água e anotamos o volume marcado novamente.
Colocamos a proveta sob a bureta e a preenchemos até a marca de 25 mL, tão exatamente quanto possível.
Lemos o volume marcado na bureta, esvaziamos a proveta e repetimos o procedimento por maisduas vezes anotando os valores.
Repetimos o mesmo procedimento dos parágrafos anteriores por três vezes, utilizando o béquer no lugar da proveta e transferindo 30 mL ao invés de 25 mL.
Anotamos os volumes iniciais e finais da bureta no caderno de laboratório.

Resultados:
Parte A:

|MASSA (g) DO FRASCO |FRASCO|FRASCO + AGUA |AGUA |
|1 |40,2759 ± 0,0001 |64,9164 ± 0,0001 |24,6405 ± 0,0002 |
|2 |34,8835 ± 0,0001 |59,9723 ± 0,0001 |25,0888 ± 0,0002 |
|1(volumetrica) |40,3867 ± 0,0001...
tracking img