Estudos culturais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1409 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Estudos Culturais
* Prova
* Explicar A
* Explicar B
* Mostrar relação a partir de C
* Antony Giddens
* Estudo da modernidade
* Na modernidade há o desencaixe dos sistemas sociais
* Desencaixe dos sistemas sociais: deslocamento das relações sociais dos contextos slocais de interação e sua reestruturação através de extensões definifas detempo-espaço
* Na modernidade a reflexibilidade assume um caráter diferente
* O pensamento e a ação estão constantemente refratados entre si.
* Na nossa rotina de vida cotidiana, não temos nenhuma conexão intrínseca com o passado, exceto no sentido de se fazer aquilo que já foi feito antes
* Não existem novas tradições da vida moderna
* As pessoas buscam o reencaixe* Reapropriação ou remodelação das relações sociais desencaixadas de forma a comprometê-las às condições locais de tempo e lugar
* Todos os mecanismos de desencaixe interagem com reencaixes para sustentá-los
* O reencaixe se refere a: processos por meio dos quais compromissos sem rosto são mantidos ou transformados por presença do rosto
* Confiança em sistemasabstratos
* Pontos de acesso: sem rosto + com rosto
*
* Lugar de vulnerabilidade mas também de manutenção e reforço da confiança
* Palco X Bastidores
* O uso dos meios técnicos de comunicação pode alterar as dimenções espaço-temporal da vida social: os indivíduos podem se comunicar através de espaço e de tempo sempre mais dilatadose transcender os limites de uma interação face a face.
* A compulsividade, quando socialmente generalizada, é, na verdade, tradição sem tradicionalismo: repetição que se põe no caminho da autonomia, em vez de estimulá-la”
* Vícios: “qualquer coisa sobre a qual sentimos que temos que mentir”
* TOC; Anorexia: Café, cigarro, alcool; Sexo, amor; Esporte; Trabalho;Cinema; Consumo
* Sociedades pré-modernas
* A tradição e a rotinização da conduta cotidiana estão ligadas
* Sociedades pós-tradicionais: a rotinização se torna vazia (ao menos quando ajustada aos processos de reflexividade institucional).
* Podemos nos viciar em qualquer coisa
* Repetição
* A repetição é uma maneira deficar no único mundo que conhecemos, um modo de evitar a exposição a valores estramhos ou a maneiras de ser
* Outros Teóricos
* Lyotard
* A ‘condição pós-moderna” caracteriza-se pelo fim das metanarrativas. Os grades esquemas explicativos teriam caido em descrédito e não haveria mais “garantias”, posto que mesmo a “ciência” já não poderia ser considerada como a fonte de verdade* Na Sociedade pós-moderna não há mais grandes ideologias, portanto é impossível se agarrar a uma grande causa mundial como nas gerações anteriores como durante a guerra.
* Criamos o sentido da nossa vida a partir de micro-narrativas
* F Jameson
* Capitalismo tardio – Imagens, estilos e representações não são acessórios promocionais de produtos econômicos, masprodutos em si. Na modernidade os signos se afastam dos seus referentes, mas sem perdê-los de vista. Na pós-modernidade, os signos são libertos por inteiro da sua função de referir-se ao mundo, o que produz a expansão do poder do capital no domíinio do signo, da cultura e da representação
* Z. Baumann
* De forma póstuma da modernidade, atualmente prefere usar a expressão“modernidade líquida” – uma realidade ambígua, multiforme, na qual, como na clássica expressão marxiana, tudo o que é sólido se desmancha no ar
* G. Lipovestsky
* Hipermodernidade – por considerar não ter havido de fato uma ruptura com os tempos modernos – como o prefixo “pós” dá a entender. Segundo Lipovetsky, os tempos atuais são “modernos”, com uma exarcebação de certas características...
tracking img