Estudos culturais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1144 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO - UNIJORGE
MARINALVA TORRES DA SILVA













O QUE ESTÁ EM JOGO NA QUESTÃO DAS IDENTIDADES?

SALVADOR
2010


CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO – UNIJORGE
MARINALVATORRESDASILVA


















O QUE ESTÁ EM JOGO NA QUESTÃO DAS IDENTIDADES?






Trabalho apresentadocomo pré-requisito parcial para aprovação na disciplina Estudos Culturais, curso de Sup. De Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos do Centro Universitário Unijorge , sob a orientação da Profª Selma de Assis Andrade, turma quarta-feira, turno noturno.


SALVADOR
2010


SUMÀRIO






1INTRODUÇÃO...................................................................................................

2 DESENVOLVIMENTO......................................................................................

3 CONCLUSÃO..................................................................................................

4 REFERENCIAS...............................................................................................

1 - INTRODUÇÃOCom a pós-modernidade, muito se tem falado e discutido sobre a construção e a significação da identidade, nos vários aspectos que ela abrange. Os teóricos do pós-estruturalismo e dos estudos culturais trouxeram várias contribuições nesse sentido, fazendo análises que promoveram a desconstrução de muitas ‘certezas’ tidas, até então como inquestionáveis.
Ao aprofundar os estudosacerca das diferenças é promovida a inclusão/exclusão destas diferenças fazem-se necessárias algumas reflexões que lancem olhares e produções que possam problematizar que verdades são produzidas.
Classificamos como iguais todos que se aproximarem da nossa construção de identidade: branco, classe média, brasileiro, católico, e como diferente o ”outro’, aquele que se afasta do nosso modelo deidentidade: portador de necessidade especial, negro, pobre e gordo.
Pode-se considerar, então, que uma das maiores contribuições do campo dos estudos culturais para o processo da política da afirmação das diferenças é a proposta de diálogo na diversidade. Somos seres múltiplos, logo o que é central é a diferença. As identidades são construídas na relação entre as diferenças. No Campoteórico dos estudos culturais cada cultura tem suas próprias e distintas formas de classificar o mundo e é pela construção de sistema classificatório que a cultura nos propicia os meios pelos os quais podemos dar sentido do mundo social e construir significados. Deve-se considerar que as diferenças fazem parte do multiculturalismo, o que deve ser levado em conta na construção da identidade.2 – O QUE ESTÁ EM JOGO NA QUESTÃO DAS IDENTIDADES?

1) A globalização tem, sim, o efeito de contestar e deslocar as identidades centradas e “fechadas” de uma cultura nacional. Ela tem um efeito pluralizante sobre as identidades, produzindo uma variedade de possibilidades e novas posições de identificação, e tornando as identidades mais posicionais, maispolíticas, mais plurais e diversas; menos fixas, unificada ou trans-históricas.
Traços distintos reais ou inventados, herdados ou adquiridos, genéticos ou ambientais, naturais ou construídos, partilhados, vitalícia ou temporariamente por determinados indivíduos (...) grupos de pertença ao longo de linhas demarcatórias de raça e cor, etnia e procedência, habilidade e deficiência, sexo e gênero,idade e geração nacionalidade e região. ( Pierucci,1999,p 104 ).
O sujeito é relacionado a superioridade e inferioridade. Observo que a diferença é positiva ou negativa, acredito que a diferença é realmente nossa identidade; que passa ser a construção do nosso território.
Os grupos diferenciados agem de forma padronizada, ao longo do tempo, fazendo com que as pessoas formem...
tracking img