Estudo dos prefixos gregos e latinos, rêngia verbal e nominal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3379 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTUDO DOS PREFIXOS GREGOS E LATINOS,
RÊNGIA VERBAL E NOMINAL

NOME:

DANIELA MARCONDES DOS SANTOS

RA: 10100747-9

MAICON VIEIRA BUENO

RA: 093001462-7

THAIS FERNANDA DOS SANTOS

RA: 101007121-9

TURMA: 010

JI-PARANÁ, ABRIL DE 20

REGÊNCIA VERBAL E NOMINAL

Regência é a parte da gramática que estuda a relação de dependência entre termos da oração,verificando se um deles pede ou não complemento. Há dois tipos de regência: a verbal e a nominal.
• Regência verbal é aquela em que o termo regente é um verbo.
• Regência nominal é aquela em que o termo regente é um nome.

A Regência Verbal estuda a relação de dependência que se estabelece entre os verbos e seus complementos. Na realidade o que estudamos na regência verbal ése o verbo é transitivo direto, transitivo indireto, transitivo direto e indireto ou intransitivo e qual a preposição relacionada com ele.

• VERBOS TRANSITIVOS DIRETOS (VTD)
São verbos que indicam que o sujeito pratica a ação, sofrida por outro elemento, denominado objeto direto. Por essa razão, uma das maneiras mais fáceis de se analisar se um verbo é transitivo direto épassar a oração para a voz passiva, pois somente verbo transitivo direto admite tal transformação, além de obedecer, pagar e perdoar, que, mesmo não sendo VTD, admitem a passiva.
O objeto direto pode ser representado por um substantivo ou palavra substantivada, uma oração (oração subordinada substantiva objetiva direta) ou por um pronome oblíquo.

Os pronomes oblíquosátonos que funcionam como objeto direto são os seguintes: me, te, se, o, a, nos, vos, os, as.

Os pronomes oblíquos tônicos que funcionam como objeto direto são os seguintes: mim, ti, si, ele, ela, nós, vós, eles, elas. Como são pronomes oblíquos tônicos, só são usados com preposição, por isso se classificam como objeto direto preposicionado.
Exemplo:
EUPROCURO UM GRANDE AMOR
(verbo transitivo direto) (objeto direto)

• VERBOS TRANSITIVOS INDIRETOS (VTI)
São verbos que se ligam ao complemento por meio de uma preposição. O complemento é denominado objeto indireto.

O objeto indireto pode ser representado por um substantivo, ou palavra substantivada, uma oração (oração subordinada substantiva objetivaindireta) ou por um pronome oblíquo.

Os pronomes oblíquos átonos que funcionam como objeto indireto são os seguintes: me, te, se, lhe, nos, vos, lhes.

Os pronomes oblíquos tônicos que funcionam como objeto indireto são os seguintes: mim, ti, si, ele, ela, nós, vós, eles, elas.
EU GOSTO DE BEIJAR
(verbo transitivo indireto) (objeto indireto)• VERBOS TRANSITIVOS DIRETOS E INDIRETOS

São os verbos que possuem os dois complementos – objeto direto e objeto indireto.

CHAMEI A ATENÇÃO DO MENINO, POIS ESTAVA CONVERSANDO DURANTE A AULA.

(verbo transitivo direto e indireto) (objeto direto e objeto indireto)
Obs.: A expressão Chamar a atenção de alguém não significarepreender, e sim fazer se notado.
Por exemplo: O cartaz chamava a atenção de todos que por ali passavam.

• VERBOS INTRANSITIVOS
São os verbos que não necessitam de complementação. Sozinhos, indicam a ação ou o fato.
AS MARGARIDAS MORRERAM.
(verbo intransitivo)

Quando você lê um texto, percebe que quem o escreveu organizou aspalavras em frases, as frases em parágrafos, os parágrafos em texto, e que o texto inteiro transmite as idéias que motivaram o autor a escrevê-lo. Você percebe também que essas palavras não estão soltas, mas se organizam logicamente, expressando o pensamento de quem as escreveu; há uma independência das palavras na frase.
No interior da frase, as palavras se juntam, obedecendo a certas...
tracking img