Estudo de caso. joalheria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1013 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RELATÓRIO ANALÍTICO CRÍTICO DO ESTUDO DE CASO JOALHEIRIA NO
PARÁ: A CULTURA REGIONAL CRAVADA NAS PEÇAS.

Em meados da década de 80, a febre do ouro atraiu muitos garimpeiros de

outras regiões do país para Serra Pelada, no interior do estado do Pará, com o sonho

de enriquecer com sua extração. Em 1990 essa região sofreu uma crise, visto que o

mesmo já não andava bem. O município deItaituba retratava a realidade que o setor

dos ourives apresentava nas demais regiões do estado, a fabricação de joias utilizava

métodos e técnicas rudimentares, o estado não dava nenhum tipo de apoio para a

atividade, e a maior parte da produção era copiada de revistas, ou de ideias dos próprios

clientes. Muito do que era feito pelos ourives paraenses não tinha poder competitivo, oconhecimento era passado de pai para filho sem qualquer especialização técnica.

Em meio a esse cenário, características peculiares e não propícias podem ser

observadas, como ambientes que não favorecem a saúde dos produtores, falta de um

planejamento para épocas do ano que o clima não propicia a exploração e produção,

e principalmente informalidade, pois um setor que movimentava aeconomia local

caracterizava-se totalmente (99%, dados do IBGM) por trabalhadores informais, devido

à elevada carga tributária incidente neste setor, com 25% de ICMS.

O primeiro passo para superar as dificuldade foi em 1997 com a apresentação

de um projeto no município de Itaituba, pelo secretário de mineração do município

José Luís Bastos à Seteps1, com a ideia de criar a escola dejoalheria no município.

Bastos buscava sensibilizar a secretaria sobre a difícil situação dos ourives, envolvendo

também os municípios de Belém e Marabá. Apoiando a iniciativa do projeto, os

joalheiros Veridiano Sales e Ramirez Garcia apontaram as dificuldades e necessidades

do setor, ajudando no planejamento de uma ação integrada. Essa iniciativa deu origem

ao Programa deDesenvolvimento do Setor de Gemas e Joias do Pará, mais conhecido

como Pólo Joalheiro, coordenado pelo SEBRAE/PA, pela Seteps2 e pela Seicom.

Assim, segundo Cohen (2003, p89) “Quando maior a semelhança entre atitudes e

valores trazidos pelos integrantes do grupo, maior a sua probabilidade de coesão”.

Neste contexto pôde-se assemelhar que para Robbins (2005, p186) “um grupo é

definido como dois oumais indivíduos, interdependentes e interativos, que se reúnem

visando à obtenção de um determinado objetivo”, e com as dificuldades que os ourives

Secretaria Executiva de Trabalho e Promoção Social
Secretaria Executiva de Trabalho e Promoção Social

enfrentavam na época, o Sr. Veridiano Sales e o Sr. Ramirez Garcia caracterizavam

assim, um grupo de interesse.

Nessa fase havia umagrande incerteza do grupo em relação a tais objetivos,

que pode ser percebido quando o Sr. Sales comenta que os produtores não acreditavam

na veracidade do programa. Segundo Robbins (2005, p187) “os grupos têm estágios

de desenvolvimento” ficando bastante clara a formação, na reunião dos artesãos,

a tormenta, com a desconfiança dos programas apresentados pelo governo, anormatização, com o começo da especialização para os produtores, resultando no

desempenho do grupo, originando uma melhor produção do setor.

“Para irem às reuniões, eu ia de casa em casa, na minha bicicleta, para chamar,

já que eles confiavam em mim. Foi difícil convencer as pessoas que já faziam joias

durante anos de que precisavam mudar o jeito de trabalhar” diz Veridiano. Este fato

pode serexplicado através da resistência à mudança, para a escritora psicóloga Fela

Moscovici “para que ocorra mudança, faz-se mister que haja algum desequilíbrio ou

crise interna que propicie alteração de percepções e introdução de novas idéias,

sentimentos, atitudes, comportamentos”, no caso foi a necessidade da especialização e

atualização da maneira do desenvolvimento do trabalho. De...
tracking img