Estudo de caso da souza cruz

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1948 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTUDO DE CASO: SOUZA CRUZ

• DEFINIÇÃO
Segundo Antônio Carlos Gil, o estudo de um caso representa uma estratégia de investigação que tem o papel de examinar um fenômeno em seu estado natural, empregando diversos métodos de recolha e tratamento de dados sobre uma ou algumas entidades, sejam elas pessoas, grupos ou organizações.
Sob o aspecto jurídico, de acordo com a Lei N° 10.165, de 27 dedezembro de 2000, a Souza Cruz se enquadra na categoria de empresa de grande porte, pois tem renda bruta anual superior a R$12.000.000,00 (doze milhões de reais).

• INTRODUÇÃO
A Souza Cruz é uma companhia centenária, fundada em 1903 e líder nacional do mercado de cigarros. Faz parte do grupo British American Tobacco (BAT) que está presente em mais de 180 países. A Souza Cruz possui seis dasdez marcas mais vendidas no país, produzindo cerca de 80 bilhões de cigarros por ano. Sua sede está localizada no Rio de Janeiro e a Companhia mantém duas fábricas situadas em Uberlândia (MG) e em Cachoeirinha (RS). Atuando em todo o ciclo do produto, desde a produção e processamento de fumo até a fabricação e distribuição de cigarros, a empresa atende diretamente mais de 250 mil varejos em todo opaís, além de chegar a quase 5.000 municípios.
A empresa conta ainda com usinas de processamento nas principais regiões produtoras de tabaco – Santa Cruz do Sul (RS), Blumenau (SC), Rio Negro (PR) e Patos (PB) – que ajudam a garantir a melhor qualidade do fumo que abastece as fábricas da Companhia e é exportado para mais de 50 países.
A adoção de comportamentos e práticas socialmenteresponsáveis constitui objeto permanente da assessoria de relações públicas da Souza Cruz, que tem consciência da vulnerabilidade da marca, em virtude dos possíveis malefícios que seus produtos podem ajudar a causar. É papel dessa área, manter em evidência que o vício ao cigarro não é responsabilidade da empresa. E que, por este motivo, a empresa não deve arcar com nenhum possível prejuízo por doençaou morte de fumantes. E por último, é preciso destacar que, na maioria dos casos, a medicina limita-se a afirmar a existência de fator de risco entre o fumo e o câncer, assim como alimentação, álcool e o modo de vida. Por mais que as estatísticas apontem elevada associação entre cigarro e câncer de pulmão, isso não comprova a causalidade necessária para gerar o dever de indenizar.

• OBJETIVOManter permanentemente e em nível elevado o bom relacionamento da Souza Cruz com seus diversos públicos, valendo-se dos instrumentos convencionais de Relações Públicas e de outros, criados para este fim, de modo a demonstrar o esforço da empresa em colaborar com a comunidade através de ações concretas que evidenciem esta preocupação.

• ESTUDO DETALHADO DO CASO
Para a OrganizaçãoMundial de Saúde (OMS), o tabagismo é a principal causa de morte evitável em todo o mundo. Segundo a organização, 1,2 bilhões de pessoas no mundo são fumantes; 4,9 milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do tabagismo e casos mantidos os índices atuais de expansão do consumo de tabaco, o número de mortes será elevado para 10 milhões ao ano em 2030, sendo a metade dessas mortes de pessoasem idade produtiva (35 a 69 anos).
Vitorino Mattiazzi enquadra-se nesse panorama. Ele se tornou tabagista ainda na adolescência e em meados do ano de 1998, foi diagnosticado com doença bronco-pulmonar obstrutiva crônica, acrescida de enfisema pulmonar avançado. Após a evolução do seu quadro clínico e depois de submeter-se por anos a tratamento quimioterápico e radioterápico, VitorinoMattiazzi veio a falecer em 24.12.2001, aos 61 anos, atestando-se como cauda da morte “adenocarcinoma pulmonar”.
Em 2005, os familiares de Vitorino ajuizaram ação de indenização por danos morais contra a Souza Cruz. Eles alegaram, em síntese, que a conduta da empresa foi dolosa porque, sabendo dos males causados pelo cigarro, ocultou essa informação e ainda promoveu propagandas enganosas e...
tracking img